Casa Perini avança nos Estados Unidos

Vinícola conquista as gôndolas da rede Wholefoods

Por Marcos Graciani

graciani@amanha.com.br

Depois de ser a primeira vinícola brasileira a entrar na rede Walgreens – uma das mais representativas dos Estados Unidos – no final do ano passado, com a linha de vinhos Macaw, a Casa Perini (foto) segue avançando no mercado norte-americano. Dessa vez, a vinícola de Farroupilha (RS) conquistou as gôndolas da rede Wholefoods, em 43 lojas nos Estados da Florida, Washington e Oregon. As variedades Merlot, Moscato e Tannat estão sendo comercializados desde o começo de julho. Cerca de 6 mil garrafas foram enviadas ao país. A Wholefoods é reconhecida pela qualidade dos produtos que oferece para um público do alto padrão e também pela forma seletiva com que trata os produtos estrangeiros.  “Estamos muito contentes com esses avanços que estamos conquistando no mercado norte-americano. Isto comprova e reforça a qualidade dos nossos vinhos e demonstra a boa aceitação que estamos tendo por lá”, comemora Franco Perini, diretor comercial da vinícola. 

A Casa Perini também entrou recentemente em 105 lojas da rede Fine Wine & Good Spirits. Os rótulos da linha Macaw – Moscato, Merlot e Tannat – fazem parte de uma ação da rede, em diversos pontos de venda, que promoverão a comercialização de rótulos brasileiros. Além dos Estados Unidos, a empresa também exporta para a Inglaterra e vem buscando parceiros em outros países para fomentar suas vendas no exterior. A meta da empresa, em cinco anos, é que cerca de 10% de todos os negócios sejam oriundos de exportação. Além disso, a vinícola projeta faturar R$ 100 milhões neste ano – avanço de 17% sobre o exercício de 2015. 


leia também

15 anos da China na OMC - Poderá o Brasil enfrentar o seu maior parceiro comercial?

Acordos comerciais fortalecem exportação catarinense - A indústria de cerâmica é uma das primeiras beneficiadas

AEB prevê superávit comercial de US$ 46,9 bi para 2016 - Apesar da ampliação, exportações renderão menos este ano

Ano do Galo: hora de encarar o dragão chinês - Não há mais como o Brasil, a futura quinta maior economia mundial, deixar de levar a maior economia a sério

Aurora atinge receita de R$ 8,5 bilhões em 2016 - Cooperativa catarinense teve lucro de R$ 109,2 milhões

Automóveis catarinenses na terra do Tio Sam - BMW de SC exportará 10 mil carros para os EUA a partir de junho

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: