Receita líquida da Randon se mantém estável no semestre

Empresa destaca melhor gestão de custos para amenizar crise da indústria

Por Laura D´Angelo

laura.cauduro@amanha.com.br

A Randon teve queda de 5,2% na receita líquida no segundo trimestre deste ano na relação com o mesmo período do ano passado, totalizando R$ 696,7 milhões. No semestre, porém, a empresa de Caxias do Sul (RS) apurou resultado semelhante ao registrado em 2015 (R$ 1,4 bilhão). O resultado, segundo a companhia, ainda está bastante atrelado ao desempenho da indústria automotiva brasileira. Alguns segmentos como o de caminhões e de veículos rebocados, mercados compradores da Randon, apresentaram recuos expressivos de vendas entre abril e junho.

A Randon, no entanto, celebrou a capacidade de adaptação da companhia ao momento do mercado nacional, destacando a maior eficiência da administração dos recursos, a redução de custos de produção e a maior geração de caixa no segundo trimestre. No período, o lucro bruto foi de R$ 162,4 milhões, sendo 3,9% superior ao obtido em 2015.No semestre, houve uma retração de 4,8% (R$ 293,3 milhões). 

As vendas consolidadas para o exterior também tiveram queda no semestre, apesar do melhor de desempenho no segundo trimestre. De janeiro a junho, as exportações resultaram em US$ 74,2 milhões, 4,4% menor ao valor alcançado no ano passado. A Randon reafirmou o esforço que vem sendo realizado para ampliar as vendas para outros países, além de estudar a viabilidade para ampliar as exportações em CKD (produtos desmontados).

A companhia ainda fez uma revisão para baixo da projeção que tinha para o ano. Agora, a Randon estima receita líquida de R$ 2,9 bilhões ao invés dos R$ 3,2 bilhões planejados no início de 2016. Mesmo assim, a companha percebe o fim da retração dos níveis de produção e de vendas na indústria automotiva e espera uma maior estabilidade nos próximos meses.  “A recuperação de mercado deverá ser lenta e gradual, mas a Randon está pronta para aproveitar o avanço da economia a fim de reestabelecer os resultados esperados por acionistas e mercado em geral”, promete Geraldo Santa Catharina, diretor financeiro e de relações com investidores da empresa. 

leia também

Dilma diz que sofreu segundo golpe de Estado na vida - Ex-presidente afirmou que recorrerá contra o que chamou de “fraude”

A responsabilidade do Congresso - O cuidado com os recursos públicos e o respeito à restrição orçamentária deveriam ser valores da casa, opina Zeina Latif

A superação de crise das empresas requer uma equipe - Para Telmo Schoeler, o grupo deve elaborar plano de ações corretivas

Ações da Braskem seguem em queda por Lava Jato - Os papéis desvalorizaram mais de 5% nesta quinta-feira

Acredite: até o lucro da Renner caiu - Clima e recessão fizeram resultado ter queda de 10,5%

Agência Fitch rebaixa rating do Brasil - País tem grau de investimento, mas com perspectiva negativa

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: