Banrisul lucra R$ 389,6 milhões no primeiro semestre

Valor é 14,6% maior do que o obtido no mesmo período de 2015

Por Laura D´Angelo

laura.cauduro@amanha.com.br

O Banrisul teve lucro líquido de R$ 389,6 milhões no primeiro semestre deste ano – um crescimento de 14,6% na comparação com o mesmo período do ano passado. No segundo trimestre, o lucro chegou a R$ 201,5 milhões, 7,2% acima do registrado entre janeiro e março deste ano. O banco ainda encerrou junho com patrimônio líquido de R$ 6,4 bilhões, alta de 10,2% em um ano.

O resultado foi considerado “razoável” pelo presidente do banco, Luiz Gonzaga Mota. Segundo ele, a crise econômica brasileira contribui fortemente nos números das instituições financeiras. O principal efeito dessa recessão tem sido nas operações de crédito, que no caso do Banrisul, caíram 4,2% em 12 meses, com saldo de R$ 29,8 bilhões em junho. Na relação ao primeiro trimestre, o recuo foi de 5%. A maior queda foi nas operações de crédito de longo prazo (-21%). “Eu ficaria preocupado se tivéssemos crescido”, brincou Mota, para completar: “Estamos em linha com o mercado e com o que está acontecendo na economia. As empresas não estão investindo”. 

A carteira de crédito a pessoas jurídicas foi 11,7% menor na comparação anual. De acordo com Irany Sant’Anna Junior, vice-presidente do banco, as empresas estão tendo de lidar com dívidas que fizeram antes da crise se agravar. “Os investimentos feitos para expansão da produção não foram pagos porque não geraram resultados pela queda da demanda no mercado”, explica. Sant’Anna afirma que, por enquanto, as companhias trabalham com o Banrisul no reposicionamento para longo prazo dos empréstimos já contratados, mas que, para o ano que vem, a expectativa é que elas voltem a tomar crédito já que as dívidas estarão reestruturadas. 

A queda nas operações de crédito só não foi maior porque houve um discreto aumento na carteira de pessoas físicas (+0,7%). Para o ano, o Banrisul prevê uma de alta de 4% a 8% nesse portfólio, baseado no crescimento do crédito consignado e nas linhas de financiamento. No geral, porém, o banco reviu para baixo as projeções para as operações de crédito. Em vez do crescimento de até 4% divulgado anteriormente, a nova estimativa é que encolha até 4% ou repita o resultado do ano passado. “Não vamos ter crescimento na carteira. Estamos deixando isso bem claro para o mercado”, destacou Mota. 

Mota reforçou ainda que o Banrisul continuará trabalhando fortemente na estratégia de expansão das receitas de produtos e serviços, que incluem cartões, seguros e consórcio. No primeiro semestre do ano, o valor arrecadado em serviços aumentou 22%, somando R$ 828 milhões. A Banrisul Cartões, que conta com a rede de adquirência Vero e do BanriCard, teve lucro líquido de R$ 95,5 milhões, representando 24,5% do lucro total do banco.  “Está clara que a vocação do banco é crescer no varejo”, arrematou Mota. 



leia também

Apesar da retração, Schulz conquista lucro - Empresa acumulou ganho de R$ 48 mi em 2015

As sandálias sempre novas da Grendene - Produtos lançados no último ano são responsáveis por 90% da receita

Banrisul emitirá R$ 2 bilhões em letras financeiras - Valor foi tomado por empréstimo por ex-governador

Banrisul lucra R$ 188 mi no primeiro trimestre - O resultado foi favorecido por receitas de serviços e tarifas

Banrisul lucra R$ 339,9 milhões no semestre - Provisões para recuperações judiciais diminuíram o resultado do banco

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: