José Ivo Sartori assume presidência do Codesul

Governador gaúcho afirmou que um novo pacto federativo é necessário

Da Redação

redacao@amanha.com.br

José Ivo Sartori assume presidência do Codesul

O governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori (na foto, o primeiro da esquerda para direita), foi empossado presidente do Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul (Codesul) nesta quarta-feira (15) em Campo Grande (MS). Sartori assume no lugar de André Puccinelli, ex-governador de Mato Grosso do Sul. Do encontro, participaram ainda os governadores Raimundo Colombo (na foto, o segundo da esquerda para direita), de Santa Catarina; Beto Richa (o terceiro, na foto, da esquerda para direita), do Paraná; e Reinaldo Azambuja (o quarto, na foto, também na mesma sequência), de Mato Grosso do Sul.

Em seu pronunciamento, na abertura da plenária, Sartori afirmou que é preciso unidade política para caminhar em direção a um novo pacto federativo. Segundo ele, é preciso vencer a centralização de recursos em Brasília. “Aumentaram as responsabilidades e diminuíram os recursos para Estados e municípios. Com o ajuste fiscal do governo federal, os recursos devem diminuir mais. Minha solidariedade aos prefeitos”, afirmou. O governador defendeu ainda que é preciso mais apoio e visão social coletiva para que o Brasil avance.  

Sartori também disse que o momento é de esgotamento nos aspectos financeiro, político e social e de práticas de modelo e representatividade. "O Brasil vive uma grave crise econômica, e os estados não estão alheios a tal situação. Dezessete estados, mais o Distrito Federal, fecharam as contas no vermelho em 2014", enfatizou. Conforme o governador gaúcho, nos Estados que integram o Codesul – Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul –, o déficit acumulado soma R$ 13 bilhões. "A crise não é de um, nem de outro. É de todos, da maioria. E por isso precisa ser enfrentada com união", reforçou Sartori.

Para Sartori, avançar na melhoria das condições de vida das comunidades também requer solidariedade regional. Segundo ele, é preciso rever com austeridade as questões financeiras, tributárias e de responsabilidade fiscal, uma vez que as soluções aos problemas se darão de forma coletiva. "Governamos para a próxima geração. É com esta visão que devemos seguir", acrescentou.

O Codesul tem como objetivo encontrar alternativas aos desequilíbrios regionais, coordenar e potencializar temas importantes para o desenvolvimento dos quatro Estados-Membros. Foi criado em 1961, por meio de convênio entre Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Em 1992, o Estado de Mato Grosso do Sul também passou a integrar o Conselho.


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: