Senado admite o parecer pela continuidade do impeachment

Por 59 votos a 21, Dilma Rousseff será levada a julgamento no fim do mês

Da Redação

redacao@amanha.com.br

O  Senado aprovou na madrugada desta quarta-feira (10) o parecer do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG). O documento dá continuidade ao processo contra a presidente afastada Dilma Rousseff por crimes de responsabilidade. Por 59 votos a 21, os senadores optaram por levar Dilma a julgamento, o que deve acontecer ainda no final de agosto. A presidente da República pode, assim, perder definitivamente o mandato.

Após a análise de três destaques para votação em separado, encerra-se a fase de pronúncia, segunda etapa do impeachment, e foi a conclusão de uma sessão que durou quase 15 horas. Ela foi presidida pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski. Foram 47 discursos de senadores, que se somaram às manifestações dos advogados da acusação, Miguel Reale Júnior, e da defesa, José Eduardo Cardozo.

A partir de agora a acusação e a defesa terão 48 horas para entregar ao Senado seus libelos [autos de um processo contra e a favor de um réu]. Depois disso, Lewandowski marcará a data para o julgamento final.


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: