Federal Reserve anuncia manutenção de juros

Banco Central norte-americano afirma que riscos diminuíram

Da Redação

redacao@amanha.com.br

O Federal Reserve (Fed), banco central norte-americano, anunciou nesta quarta-feira (27) que deixará os juros inalterados. Nove dos 10 membros do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) votaram a favor de deixar a meta dos juros estáveis entre 0,25% e 0,5% ao ano. Esther George, do fed de Kansas City, foi o único voto a favor da elevação dos juros.

Porém, a autoridade monetária afirmou que os riscos de curto prazo para a economia dos Estados Unidos diminuíram, abrindo a porta para retomar o aperto monetário neste ano. O Fed informou que a economia avançou em ritmo moderado e os ganhos no emprego foram fortes em junho. O BC norte-americano também destacou um aumento da utilização da força do trabalho. Além disso, os gastos das famílias estão crescendo fortemente. 


Deprecated (16384): Accessing `here` as a property will be removed in 4.0.0. Use request->getAttribute("here") instead. - /home/amanha/www/src/Template/Posts/view.ctp, line: 173 You can disable deprecation warnings by setting `Error.errorLevel` to `E_ALL & ~E_USER_DEPRECATED` in your config/app.php. [CORE/src/Core/functions.php, line 311]/posts/view/2613" data-widget-id="AR_1" data-ob-template="RevistaAmanha">

leia também

A crise no terceiro parceiro comercial do Sul - Casa Rosada anuncia pacote econômico. Indústria brasileira começa a evitar vendas a prazo na Argentina

Anefac: juros sobem pelo 16º mês seguido - Bancos elevam taxas para compensar aumento da inadimplência

Banco Central anuncia ações para baixar custo do crédito - Goldfajn confirmou que será proposta a cobrança de preços diferenciados para pagamentos em dinheiro e cartão de crédito

Banco Central indica corte menor de juros - Copom também prevê fim gradual do ciclo de reduções

Banco Central mantém juros básicos em 6,5% ao ano - A decisão do Copom já era esperada pelo mercado

Banco Central prevê queda do PIB de 3,3% este ano - A inflação, medida pelo IPCA, deve ficar em 6,9%

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: