As empresas que perderam mais de R$ 1 bi na bolsa

Klabin, Braskem e Weg estão na lista da Economatica, com base em junho

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Um levantamento realizado pela consultoria Economatica revela as empresas que mais perderam valor de mercado em junho. As empresas do ramo de papel e celulose ocupam as três primeiras colocações do ranking. Juntas, elas perderam mais de R$ 10 bilhões.

A Fibria, com uma perda total de R$ 6,5 bilhões, encabeça a lista, seguida por Klabin (R$ 3,8 bilhões), que tem unidade no Paraná (foto). A Suzano (R$ 3,6 bilhões) completa o trio. A Hypermarcas desvalorizou R$ 3,2 bilhões no mês passado. A Braskem, que tem unidade no polo petroquímico de Triunfo (RS), perdeu R$ 1,6 bilhão. A Eletropaulo, por sua vez, teve seu valor de mercado reduzido em R$ 1,5 bilhão. Já a Celpa somou uma perda de R$ 1,2 bilhão em junho. A catarinense Weg fecha  lista com um valor de mercado R$ 1 bilhão menor em relação ao mês de maio. 


leia também

Ação da Braskem segue quebrando recordes - Alta do dólar e queda dos preços do petróleo beneficiam empresa

Ações da Braskem seguem em queda por Lava Jato - Os papéis desvalorizaram mais de 5% nesta quinta-feira

Acordo de leniência da Braskem avança - No ano passado, a petroquímica iniciou investigações internas

As grandes tacadas da Weg no Brasil e no exterior - Empresa catarinense encontra novas oportunidades de negócio

Braskem avalia abrir capital e ofertar ações na Bolsa de NY - O plano considera a pulverização do capital da companhia

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: