Sul apresenta maior busca por crédito até maio

Demanda na região avançou 5%, o dobro da média nacional

Da Redação, com Agência Brasil

redacao@amanha.com.br

No acumulado entre janeiro e maio deste ano, a demanda dos consumidores por crédito avançou 5% no Sul em relação ao mesmo período de 2015. A média é o dobro do crescimento da procura em todo o Brasil (2,5%), de acordo com o Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito, divulgado nesta segunda-feira (20). O indicador foi 3,9% maior no Sudeste e teve acréscimo de 2,9% no Centro-Oeste. Nordeste (-2,5%)  e Norte (-2,4%) apresentaram quedas  

Já em maio, a quantidade de pessoas que buscou crédito cresceu 5% na comparação a abril e 2,1% na relação com o mesmo mês do ano passado. Também houve crescimento na procura do consumidor por crédito em todas as regiões na comparação com abril. No Sudeste, a demanda cresceu 6,2% e no Nordeste a alta foi de 5%. Centro-Oeste (4,3%), Sul (2,8%) e Norte (2,6%) completam a lista. 

Para os economistas da Serasa Experian, o crescimento foi estimulado pelo Dia das Mães. No entanto, eles consideraram que a demanda em relação a maio do ano passado foi pequena por causa das condições mais restritivas para crédito este ano.


leia também

A superfície e as profundezas da economia - Retomada poderá ser difícil dada a situação financeira empresarial

Anefac: juros sobem pelo 16º mês seguido - Bancos elevam taxas para compensar aumento da inadimplência

Bancos não poderão cobrar juros de mercado por atrasos em pagamentos - Para o BC, exigência trará mais uniformidade às operações de crédito e tornará as regras mais claras para os clientes

Bancos se unem para criar empresa de análise de crédito - BB, Bradesco, CEF, Itaú e Santander trocarão dados de clientes

BNDES oferecerá financiamento mais favorável - Maria Silvia Bastos Marques anunciou novas políticas operacionais

BNDES vai ampliar crédito para micro e pequenas empresas - O impacto esperado é de um aumento de 20% nos desembolsos

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: