Conselho prorroga mandato da atual diretoria da Fiesc até 2018

O objetivo é alinhar o fim da gestão com o período eleitoral da CNI

Da Redação

redacao@amanha.com.br

O Conselho de Representantes da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), composto pelos delegados dos sindicatos industriais filiados, aprovou nesta sexta (17), por unanimidade, a prorrogação do mandato da atual diretoria. Com a alteração, o mandato, que se encerraria em agosto de 2017, prossegue até agosto de 2018. O objetivo da decisão é alinhar o término da gestão com o período eleitoral do próximo mandato na Confederação Nacional da Indústria (CNI). 

Na assembleia , Gilberto Seleme, vice-presidente para a região Centro Norte, ressaltou importância da iniciativa pela a possibilidade de ampliação da representatividade catarinense na CNI. Tito Alfredo Schmitt, vice-presidente para a região Sudeste, que compreende a Grande Florianópolis, destacou a elevada adesão dos sindicatos filiados, o que, em sua análise, “enseja uma representação forte de Santa Catarina na CNI”. Os diretores Albano Schmidt e Hélio Bairros reforçaram o argumento da ampliação da representação catarinense na Confederação Nacional. O presidente Glauco José Côrte agradeceu a iniciativa dos sindicatos, creditando-a como uma “demonstração de apoio, confiança, parceria e compromisso”. 


leia também

As inúmeras lições da Operação Carne Fraca - Glauco Côrte analisa a ação que afetou o setor agroindustrial

Carta une Federações de Indústrias do Sul - 1º Fórum Sul-Brasileiro de Relações do Trabalho debateu reforma

Exportadores catarinenses estimam aumento nos embarques em 2016 - Estudo da Fiesc também revela a urgência de incentivar a produção de bens que demonstram maior dinamismo nas importações

Federações apresentam a Temer prioridades da indústria do Sul - Proposições passam por modernização e reformas

Federações de Indústrias do Sul se posicionam sobre a crise política do país - Entidades manifestam extrema preocupação com o agravamento do aperto econômico que o Brasil atravessa

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: