Grafeno trará benefícios para indústria do Sul

Montadoras poderão usufruir dos novos materiais

Por Marcos Graciani

graciani@amanha.com.br

Desde o início de março, o Brasil entrou na rota de pesquisa do grafeno. Fruto de um investimento de R$ 100 milhões, a Universidade Mackenzie, em São Paulo, inaugurou o MackGraphe, um centro de pesquisas do mineral, o primeiro do gênero na América Latina. Apontado como um excelente condutor de energia e extremamente resistente, o grafeno poderá ser aplicado em produtos como plástico e látex, de televisores a smartphones com displays flexíveis, entre outros. Novas aplicações poderão ser criadas nos segmentos automotivo, aeronáutico e esportivo. Considerado “a matéria-prima do século 21”, o grafeno possui resistência 200 vezes superior à do aço, embora flexível, praticamente transparente e impermeável. 

O material ajudará na miniaturização de diversos dispositivos, mantendo, ou até mesmo aumentando, a capacidade de armazenamento de informações ou de energia. Com isso, algumas indústrias do Sul poderão ser beneficiadas pelos estudos. “O segmento de plásticos, células fotovoltaicas, capacitores e montadoras, que são fortes na região, poderão usufruir dos novos materiais baseados em grafeno”, exemplifica Sérgio Domingues, pesquisador paranaense que faz parte do quadro do MackGraphe há mais de dois anos, juntamente com outros dois professores gaúchos.  

Atualmente, um quilo de grafite custa US$ 1 e dele pode-se extrair 150 gramas de grafeno – avaliado em pelo menos US$ 15 mil. Em uma década, a previsão é que o mercado do material alcance US$ 1 trilhão. E o melhor: o Brasil possuirá a maior reserva mundial nesse período.


leia também

América Latina: o pote de ouro da YellowPepper - A start-up do setor móvel pretende ganhar milhões de clientes na região

Aplicativo da Anatel registra problemas com celulares - Usuário relatará falhas da operadora contratada por ele

Brasil entra na rota de pesquisa do grafeno - Mineral poderá ser aplicado em produtos como smartphones

Celular se consolida como meio de acesso à internet - E-commerce foi a finalidade que mais cresceu entre 2015 e 2016

Cliente pode bloquear celular roubado com número da linha - Basta registrar um boletim de ocorrência em uma delegacia

Fórum de TI do Banrisul segue com inscrições abertas - Evento debaterá o futuro da sociedade digital

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: