Fed cogita alta de juros ainda em junho

BC dos EUA pretende analisar mais dados antes da decisão

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Os integrantes do Fed (Federal Reserve, o Banco Central norte-americano) deixaram aberta a possibilidade de uma nova elevação dos juros ainda em junho nos Estados Unidos. A ata da reunião foi divulgada nesta quarta-feira (18). “Um aumento da taxa básica de juros seria apropriado em junho caso a economia continue melhorando”, propõe o documento. Segundo a nota, as autoridades queriam analisar mercado de trabalho, inflação e risco antes de uma movimentação. Outros membros pensam que as expectativas do mercado de alta de junho são “excessivamente baixas”.

O documento revela que o Fed espera que os indicadores do mercado de trabalho continuem a se fortalecer. A atividade econômica também deve aumentar em um ritmo moderado no médio prazo. Os integrantes do Fed afirmam que as ferramentas macroprudenciais poderiam significar endereçar desequilíbrios financeiros. O documento afirma que os membros do Fed concordaram em não excluir possibilidade de usar ferramentas monetárias para resolver desequilíbrios financeiros, em caso de necessidade.


leia também

Anefac: juros sobem pelo 16º mês seguido - Bancos elevam taxas para compensar aumento da inadimplência

Banco Central anuncia ações para baixar custo do crédito - Goldfajn confirmou que será proposta a cobrança de preços diferenciados para pagamentos em dinheiro e cartão de crédito

Banco Central indica corte menor de juros - Copom também prevê fim gradual do ciclo de reduções

Banco Central prevê queda do PIB de 3,3% este ano - A inflação, medida pelo IPCA, deve ficar em 6,9%

Bancos não poderão cobrar juros de mercado por atrasos em pagamentos - Para o BC, exigência trará mais uniformidade às operações de crédito e tornará as regras mais claras para os clientes

BC afirma que há avanço no combate à inflação - Copom se mostra preocupado com risco de alta dos preços

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: