Positivo dobra venda de celulares no início do ano

Aparelhos já respondem por 20% da receita líquida da empresa

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Reconhecida pela fabricação de computadores, a Positivo Informática começa a colher os frutos da sua produção de celulares. No primeiro trimestre deste ano, a venda de aparelhos praticamente dobrou. Foram 388,3 mil unidades, 97% acima do registrado no mesmo período do ano passado. O maior avanço foi entre os smartphones (150%), categoria na qual a empresa lançou, em setembro passado, a marca Quantum que, com configurações melhores, possui preços mais altos.  

Com o crescimento, os celulares passaram a representar 20% da receita da Positivo – antes respondiam a apenas 6%. Os tradicionais computadores desktops, por sua vez, diminuíram sua participação de 40% para 34%. Apesar do incremento no número de vendas, os notebooks também perderam representatividade na receita líquida, caindo de 35% para 33%. Mas a maior queda foi no segmento de tablets, cuja fatia no faturamento era de 9% e passou para 1%. As vendas do produto despencaram 79%, pois a Positivo decidiu restringir a venda no varejo a apenas projetos pontuais e sob encomenda. 

O momento de adequação da produção e do portfólio à demanda acabou por se fazer sentir no caixa da companhia. No primeiro trimestre do ano receita líquida da Positivo Informática foi de R$ 375,6 milhões, 17% menor do que a soma registrada no mesmo período de 2015, e um prejuízo líquido de R$ 10,4 milhões. No seu balanço trimestral, a empresa indica que irá levar, ainda este mês, parte da produção de celulares para a fábrica situada na Zona Franca de Manaus, para onde foi transferida a produção dos  computadores e tablets no ano passado. A mudança trouxe um ganho de R$ 22 milhões em ativos tributários para a companhia, devido à diferença no pagamento de impostos nas compras de insumos para a produção no local.



leia também

América Latina: o pote de ouro da YellowPepper - A start-up do setor móvel pretende ganhar milhões de clientes na região

Aplicativo da Anatel registra problemas com celulares - Usuário relatará falhas da operadora contratada por ele

Brasil entra na rota de pesquisa do grafeno - Mineral poderá ser aplicado em produtos como smartphones

Celular se consolida como meio de acesso à internet - E-commerce foi a finalidade que mais cresceu entre 2015 e 2016

Cliente pode bloquear celular roubado com número da linha - Basta registrar um boletim de ocorrência em uma delegacia

Fórum de TI do Banrisul segue com inscrições abertas - Evento debaterá o futuro da sociedade digital

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: