Justiça manda liberar WhatsApp em todo o país

O desbloqueio do serviço depende agora das operadoras de telefonia

Por Agência Brasil

O desembargador do Tribunal de Justiça de Sergipe, Ricardo Múcio Santana de Abreu Lima, deferiu nesta terça-feira (3) um pedido de reconsideração do WhatsApp e determinou que o serviço seja liberado em todo o país. A medida revoga decisão do desembargador Cezário Siqueira Neto, que havia negado o recurso apresentado pelo Facebook, dono do Whatsapp, para liberar o aplicativo.

O desbloqueio do serviço depende agora das operadoras de telefonia, que devem ser notificadas da decisão. O WhatsApp está sem funcionar desde às 14h de segunda-feira (2), quando todas as prestadoras de serviços de telefonia móvel foram intimadas a cumprir determinação do juiz Marcel Montalvão, da comarca de Lagarto (SE), a pedido da Polícia Federal e do Ministério Público. Inicialmente, a medida valeria por 72 horas, ou seja, até o início da tarde de quinta-feira (5).


leia também

Ação no STF tenta evitar novos bloqueios do WhatsApp - Qualquer decisão futura deverá ser suspensa, defende Proteste

Governo contesta dívida do Rio Grande do Sul - Sartori anunciou que Estado entrou com ação no STF

Juiz ordena bloqueio do WhatsApp por 72 horas - Todas as companhias cumprirão a determinação judicial

STF derruba decisão que bloqueou WhatsApp no país - Suspensão viola o princípio da liberdade de expressão

Uma bomba jurídica no colo de José Ivo Sartori - Governador gaúcho foi denunciado por crime de responsabilidade

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: