Minuano demite mais de 300 trabalhadores no Sul

Rompimento do contrato com a JBS motivou decisão

Da Redação

redacao@amanha.com.br

O frigorífico Minuano (foto) demitiu, nesta segunda-feira (2), mais de 300 trabalhadores da planta de Passo Fundo (RS). As operações interrompidas por causa do rompimento do contrato que o frigorífico mantinha com a JBS. Cerca de 70 a 75 mil frangos eram abatidos por dia exclusivamente para a companhia de alimentos, que é a maior do mundo em proteína animal. O fim dos abates foi anunciado na sexta-feira (29). 

A Minuano não descartou uma possível retomada na produção por meio de um novo contrato, mas não forneceu previsão aos trabalhadores de quando isso poderia acontecer. O frigorífico deve emitir nota oficial sobre as demissões apenas nesta terça-feira (3). A companhia possui ainda um abatedouro em Lajeado (RS), cuja produção atende a BRF, e uma fábrica de embutidos em Arroio do Meio (RS), para linhas próprias de produtos.



leia também

Dilma diz que sofreu segundo golpe de Estado na vida - Ex-presidente afirmou que recorrerá contra o que chamou de “fraude”

A responsabilidade do Congresso - O cuidado com os recursos públicos e o respeito à restrição orçamentária deveriam ser valores da casa, opina Zeina Latif

A superação de crise das empresas requer uma equipe - Para Telmo Schoeler, o grupo deve elaborar plano de ações corretivas

A superfície e as profundezas da economia - Retomada poderá ser difícil dada a situação financeira empresarial

A tragédia brasileira - Consola saber, contudo, que o que não falta é trabalho

Ações da Braskem seguem em queda por Lava Jato - Os papéis desvalorizaram mais de 5% nesta quinta-feira

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: