Acredite: até o lucro da Renner caiu

Clima e recessão fizeram resultado ter queda de 10,5%

Da Redação

redacao@amanha.com.br

O cenário desfavorável provocado pela recessão e o calor fora da época no Sul e no Sudeste fizeram com que o lucro líquido da Lojas Renner (foto) caísse 10,5% no primeiro trimestre ante igual período de 2015. O resultado atingiu R$ 65,5 milhões, influenciado também pelo aumento das despesas. Aas vendas foram maiores no segmento de roupas mais leves, mas abaixo do esperado nas linhas mais pesadas, de outono e inverno, por causa do aumento das temperaturas. Desse modo, a companhia retardou a aquisição de produtos importados para evitar altas de estoques.

A receita líquida da empresa aumentou 6,3% nos três primeiros meses do ano sobre o mesmo período de 2015, para R$ 1,2 bilhão. Já o lucro antes dos juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda) total recuou 6,5%, para R$ 185,8 milhões, afetado negativamente por fatores como o menor ritmo de expansão das vendas, o aumento dos encargos previdenciários sobre a folha, a alta do custo da energia elétrica e a elevação das despesas fixas com novas lojas e o novo centro de distribuição em Santa Catarina, que não estava em funcionamento no início de 2015.

"Há uma crise de confiança do consumidor movida pela demora da solução da crise política", analisou Laurence Gomes, diretor financeiro e de relações com investidores da Lojas Renner.   Mesmo assim, a companhia mantém o plano de abrir 60 novas lojas no ano.  


leia também

Dilma diz que sofreu segundo golpe de Estado na vida - Ex-presidente afirmou que recorrerá contra o que chamou de “fraude”

A China é economia de mercado, quer queiramos ou não - Não podemos imaginar que ganharemos algo confrontando a maior economia do mundo com argumentos frágeis

A China rural não existe mais - A mudança do modelo de crescimento econômico continuará elevando as demandas do país mais populoso do mundo

A luz no final do túnel é um trem chinês - O país de proporções gigantescas mantém a estratégia de crescer

A nova ambição do encantador de clientes - Galló anuncia missão de ser “o maior varejo de moda das Américas”

A punição virá das gôndolas? - A tentativa de boicote às marcas do Grupo J&F

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: