TI revolucionará relação entre governo e cidadão

Presidente da Procergs confia em serviço público mais ágil

Por Dirceu Chirivino

dirceu@amanha.com.br

O tradicional “Tá na Mesa”, promovido pela Federação das Associações Comerciais e de Serviços do Rio Grande do Sul (Federasul) nesta quarta-feira (6), trouxe para o centro do debate quais são os desafios tecnológicos da gestão pública. Na oportunidade, Antonio Ramos Gomes (foto), presidente da Procergs, empresa de economia mista que presta serviços de informática para o governo gaúcho, apresentou uma série de iniciativas adotadas pela atual gestão estadual com a finalidade de qualificar os serviços públicos. “Temos de mudar a concepção de que é possível atender solicitações dos cidadãos apenas no balcão. Atualmente, as pessoas já se comunicam com a família e amigos usando smartphones. Temos de vislumbrar o mesmo na relação delas com os órgãos públicos”, declarou. 

O presidente da Procergs contou algumas iniciativas que tem ajudado a coibir a sonegação de impostos. “Ao emitir uma nota fiscal eletrônica em nome de uma farmácia, uma distribuidora de medicamentos nos dá a oportunidade de fiscalizar se a compradora está sendo idônea também dando notas aos seus clientes”, exemplificou. Mas há casos mais complexos. Um sistema foi criado para verificar se as filhas solteiras de servidores públicos estaduais falecidos, cujas pensões são vinculadas ao Instituto de Previdência do Estado do Rio Grande do Sul (IPE), haviam feito algum acordo de união estável, o que é proibido. Com o software desenvolvido pela Procergs, e utilizando uma base de dados do Banrisul, é possível saber se a beneficiária tem alguma conta bancária conjunta, o que pode dar indícios que ela seja casada. Resultado de uma sindicância no ano passado, o Estado já identificou pagamentos irregulares que chegaram a R$ 2,5 milhões. 

Outro processo simples implantado pela Farmácia do Estado é avisar, por meio de mensagens de texto para o celular, se determinado remédio já está disponível para retirada. “O uso de tecnologias disponíveis permite a revisão de processos tornando a iniciativa pública mais ágil. Sem contar a possiblidade de redução de custos de operação, pois um funcionário pode cuidar de outras atividades ao invés de permanecer na frente de um computador dando ordens para determinado sistema”, resumiu Ramos. Entre outros projetos que estão em andamento, que utilizam a inteligência em informação oferecida pela Procergs, está o que mapeia o roubo de cargas, encomendado para o setor da segurança, e o que levanta toda a produção agrícola do Estado, permitindo o correto planejamento dos investimentos. 



leia também

Banrisul emitirá R$ 2 bilhões em letras financeiras - Valor foi tomado por empréstimo por ex-governador

Banrisul lucra R$ 188 mi no primeiro trimestre - O resultado foi favorecido por receitas de serviços e tarifas

Banrisul lucra R$ 339,9 milhões no semestre - Provisões para recuperações judiciais diminuíram o resultado do banco

Banrisul lucra R$ 389,6 milhões no primeiro semestre - Valor é 14,6% maior do que o obtido no mesmo período de 2015

Banrisul paga R$ 1,2 bi para manter folha de servidor do RS - Renovação do contrato terá validade de dez anos

Banrisul tem lucro de R$ 494,6 milhões até setembro - O valor é 18,9% abaixo do conquistado no mesmo período de 2015

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: