A Lua é o limite

Entre nove ativos que poderão ter forte alta neste ano estão Lojas Renner e Klabin, companhias com operações no sul

Por Infomoney

A Lua é o limite

O Ibovespa virou para tendência de alta desde o final da semana passada e já acumula ganhos de mais de 12% em pouco menos de um mês. Se o "termômetro" do mercado só trouxe otimismo para os compradores agora, muitas ações que fazem parte do índice já indicavam uma tendência de alta muito antes – e podem inclusive se valorizar muito mais nos próximos pregões. Analista técnico da Clear Corretora, o norte-americano Bo Williams também é criador do trade system PhiCube. Utilizando seus conhecimentos em ciências exatas, adquiridos na época em que era engenheiro mecânico e nuclear e serviu a marinha dos Estados Unidos por quase uma década, Williams desenvolveu o PhiCube com o intuito de identificar quais ações e índices estão em tendência (de alta ou de baixa) e quais estão em consolidação (sem tendência definida).

Como um bom identificador de tendências, a metodologia PhiCube funciona muito melhor em papéis que engatam um movimento claro – seja de alta ou de baixa. A "força" de uma tendência de alta depende de quantas linhas verdes formaram-se abaixo dos preços da ação, sendo o máximo de três linhas. "Quando uma ação está com três linhas verdes, digo aos meus clientes o papel em questão tem alvo na Lua", conta Bo. Ou seja, a ação tem caminho aberto para subir por muito tempo. O analista explica que o movimento recente de alta tem provocado uma mudança geral no comportamento do mercado, colocando muitos papéis em forte tendência de alta nos gráficos diário, semanal e mensal. "Na metodologia PhiCube, em vez de procurar reversão, acreditamos que o comportamento atual do preço vai continuar", explica Bo.

Nove ações partindo para a Lua
Através da sua metodologia, Bo Williams mostra uma lista de ativos com maior probabilidade de continuar em forte tendência de alta após esse rali recente da Bovespa. Dos nove papéis, três são de empresas com receita exposta ao dólar: Fibria, Suzano e JBS. "Faz tempo que recomendamos compras no dólar e em papéis associados. Continuo vendo lindas oportunidades nessas ações, mas outros ativos se juntaram à lista dos papéis que estão indo para a Lua", diz o analista da Clear. Entre elas, estão as ações da Lojas Renner (foto) e Klabin, ambas com operações na região sul (veja tabela completa abaixo). Muitos desses papéis já têm apresentado uma alta muito forte há um bom tempo. É o caso da JBS, que da metade de janeiro pra cá já subiu mais de 50% e opera nas suas máximas históricas. "Muitas vezes, recebo críticas por recomendar ações que já subiram demais. Mas tendência forte é assim: daqui alguns meses é bem provável que estes papéis estejam muito acima dos preços atuais", defende-se o trader.

A Lua é o destino
Ação da Klabin valorizou 26% neste ano

Empresa

Ação

Desempenho*

JBS

JBSS3

 +38,1%

Fibria

FIBR3

 +34,8%

Klabin

KLBN11

 +26,6%

Suzano

SUZB5

 +25,9%

Lojas Renner

LREN3

+22,8% 

Ambev

ABEV3

+19,6% 

Cielo

CIEL3

 +15,6%

OdontoPrev

ODPV3

 +14,7%

Lojas Americanas

LAME4

-1,6% 

Fonte: Clear Corretora. *Fechamento de 6 de abril



leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: