Lucro da Copel recua 5,2% em 2015

Desempenho positivo no 4º tri não reverteu queda de ganho

Copel

A Companhia Paranaense de Energia (Copel) teve lucro líquido de 402,1 milhões de reais no quatro trimestre de 2015, um avanço de 46% na comparação com o mesmo período do ano anterior. O desempenho, no entanto, não foi capaz de reverter a queda de 5,2% do ganho líquido no acumulado do ano, o qual a estatal encerrou com R$ 1,265 bilhão. A receita operacional líquida foi de R$ 14,728 bilhões, aumento de 5,8%, refletindo, principalmente, os reajustes aplicados às tarifas da Copel Distribuição e o crescimento do mercado de distribuição de gás natural e de telecomunicações. 

A Copel, que atua em geração, transmissão e distribuição de eletricidade, destacou em seu relatório final a reversão de R$ 209,9 milhões que haviam sido provisionados por um embate judicial com uma empresa de engenharia referente às obras de uma pequena hidrelétrica nos anos 90, além do resultado positivo não recorrente de R$ 134,7 milhões por ter aderido à proposta do governo federal para compensar parcialmente as perdas de faturamento das hidrelétricas do país com a seca em 2015. 

No total, a companhia investiu R$ 2,36 bilhões em todas as suas áreas de atuação. Foi o segundo ano consecutivo em que o investimento superou a marca dos R$ 2 bilhões.O segmento de distribuição, em particular, registrou em 2015 o maior volume de obras já executado pela Copel em um único ano. Foram 22 mil obras de expansão e modernização da rede elétrica, uma média de 60 por dia, com investimento de R$ 656 milhões.  No segmento de transmissão, a Copel conquistou em leilão do Governo Federal o direito de construir e operar três subestações e 230 quilômetros de linhas de transmissão no Paraná e em Santa Catarina. Quando em operação, os empreendimentos vão significar R$ 98 milhões de receita anual para o braço de geração e transmissão da empresa.


comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: