Notice (8): Trying to get property of non-object [APP/Template/Posts/view.ctp, line 11]

Os gestos significativos da China com a Petrobras

Empréstimo do CDB credencia a China como parceiro estratégico do Brasil

Os gestos significativos da China com a Petrobras

Entendo o anúncio do socorro de US$ 3,5 bilhões do Banco de Desenvolvimento da China (CDB) à Petrobras como mais um passo na estratégia chinesa em relação ao Brasil. Ainda que o valor seja alto para nós, pobre mortais, ele não é realmente nenhuma fortuna, em se tratando de petróleo, e da segunda maior economia mundial. Não é um "socorro" do CDB para a estatal, nem tampouco também "uma simples cedência de crédito", porque no mundo dos negócios nada é de graça, nada é de coração. Os chineses constroem relacionamentos como a Muralha da China, pedra por pedra... 

Para compreender esse fato, basta se colocar na perspectiva chinesa, de país milenar, e lembrar que o Brasil é uma parceria estratégica para o país. E também recordar a sequência de ações da China em relação ao petróleo brasileiro, tanto com a Petrobras, como com a Agência Nacional do Petróleo (ANP), através da sua participação decisiva no leilão do bloco do Pré-Sal, em maio de 2013. 

A China consome o dobro da quantidade de petróleo que produz. Por essa razão, precisa diversificar ao máximo seus fornecedores e não depender de nenhum em mais de 5% do total. A China também precisa estabelecer com vendedores, sempre que possível, relações que ultrapassem a lógica pura de compra e venda. Ao fazer gestos significativos com a Petrobras, como o pagamento antecipado de US$ 10 bilhões, há alguns anos, e esse empréstimo agora, além da parceria importante na exploração do Pré-Sal, há dois anos, os chineses se credenciam enquanto parceiros estratégicos – e não apenas um cliente a mais. 


comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: