Produção de grãos deve chegar a 210 mi de toneladas

A soja é responsável por mais de metade da área cultivada do país

Por Agência Brasil

A soja é responsável por mais de metade da área cultivada d o Brasil

A produção brasileira de grãos deve chegar a 210,3 milhões de toneladas na safra 2015/2016. O volume representa 1,3%, ou 2,6 milhões de toneladas a mais do que a safra anterior, que foi de 207,7 milhões. As estimativas estão no sexto levantamento da safra divulgado nesta quinta-feira (10) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

A área plantada em todo o país cresceu 1% em relação à safra 2014/2015 e deve alcançar 58,5 milhões de hectares. A safra passada chegou a 57,9 milhões de hectares plantados. O principal destaque é a soja, que deverá atingir 101,2 milhões de toneladas, 5 milhões a mais que na safra anterior. O aumento da produção é resultado de ganhos de área plantada de 3,6% e de produtividade de 1,5%. A soja é responsável por mais de 56% da área cultivada do país. A pesquisa do sexto levantamento foi feita entre os dias 21 e 27 de fevereiro. O boletim completo do acompanhamento da safra de grãos está disponível na página da Conab na internet.

Segundo o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, André Nassar, houve um crescimento total de 19% no custeio agrícola nesta safra, com liberação de R$ 57,9 bilhões em crédito. “É uma safra um pouco mais cara porque ela foi produzida com uma taxa de câmbio mais alta. Foi, conforme esperávamos, para poder financiar esse crescimento na produção que estamos vendo”, explicou.

Ganho nas exportações
A secretária de Relações Internacionais do Agronegócio do ministério, Tatiana Palermo, lembrou que houve um aumento de quase 37% nas exportações em fevereiro deste ano em relação a fevereiro de 2015 – um total de US$ 6,7 bilhões em produtos agropecuários, um recorde em valor. “O desempenho do agronegócio nas exportações foi extraordinário. Estamos respondendo em fevereiro por mais da metade [56%] do total exportado pelo país”, afirmou.

Segundo ela, entre as razões estão o desempenho mais fraco no ano passado, o câmbio mais favorável e a abertura de mercados de carnes, lácteos e frutas.  O destaque vai para a carne bovina, cujas exportações voltaram a crescer em valor, com um aumento de mais de 10%. A China segue como o maior comprador. “A média do preço exportado para a China é maior que em outros mercados. Ela comprou US$ 1 bilhão em produtos agropecuários e, em relação a fevereiro do ano passado, a China quase dobrou as importações do Brasil”, anunciou Tatiana.

IBGE-Conab
O governo divulga duas estatísticas distintas sobre a produção brasileira de grãos. Uma é o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e outro é o Levantamento da Safra de Grãos, feito pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Os dados, embora com resultados muito próximos ou convergentes, refletem as diferenças das metodologias adotadas pelas duas instituições. As diferenças também têm a ver com critérios para a amostragem e com a época em que se faz o levantamento. O IBGE trabalha com anos civis, enquanto o Ministério da Agricultura e a Conab pesquisam o ano-safra. O IBGE também inclui nos levantamentos culturas que não integram as pesquisas da Conab.


leia também

Atividade econômica do Sul cai 2,5% em 2015 - Queda foi puxada por desempenho negativo do comércio e da indústria

Aurora amplia capacidade de armazenagem de grãos - Cooperativa investe mais de R$ 20 milhões em silos no MS

Cargill investirá R$ 350 milhões no Porto de Paranaguá - Grupo projeta aporte total de R$ 600 milhões em todo o Brasil

Conab estima queda de 5,4% na safra de grãos - Produção brasileira deve chegar a 196,5 milhões de toneladas

Conab prevê queda de 9,5% na safra de grãos 2015/2016 - Resultado cai devido ao recorde alcançado na produção de 2014/2015

Confiança do consumidor sobe 2,1 pontos em fevereiro - É a segunda alta consecutiva do índice calculado pela FGV

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: