BTG exalta resiliência da Lojas Renner em meio à crise

Instituição estima valorização de 30% para os papéis em um ano

Por Infomoney

Unidade da Lojas Renner

A equipe de análise do BTG Pactual divulgou relatório em que recomenda compra para os papéis da Lojas Renner (foto). Os analistas estimam um preço-alvo R$ 22,80 para os próximos doze meses, o que totaliza um potencial de valorização de 30,3% em relação ao fechamento de terça-feira (23). 

A instituição financeira comenta que a varejista do setor de vestuário segue ganhando participação de mercado e destaca a evolução do indicador de Vendas em Mesmas Lojas de 4,5% no último trimestre. Ou seja, a companhia conseguiu comercializar mais mesmo com o cenário econômico mais complicado.

A Lojas Renner mencionou que suas vendas se aceleraram na segunda metade de dezembro e que, mais uma vez, a coleção aproveitou alto nível de aceitação entre os clientes. “A maior parte das varejistas de roupas que cobrimos postará um indicador negativo no último trimestre e a execução da Renner continua a fazê-la se destacar”, descreve o relatório do BTG. 

Os analistas encerram afirmando que, apesar dos resultados da empresa terem sido marginalmente mais fracos neste trimestre, a Renner conseguiu expandir seu EPS (Lucros por Ação, na sigla em inglês) em 15% em relação ao ano anterior. Além disso, a varejista permanece uma "top pick" [papéis que apresentam melhor recomendação por parte dos analistas] na visão deles. 



leia também

A Cetip é a ação de dividendos mais indicada para compra - Cinco corretoras recomendam o papel da empresa do setor financeiro

Ações da Marcopolo podem valorizar mais de 50% - Fabricante de ônibus faz parte da carteira da Planner

Ações da Petrobras fecham abaixo de R$ 5 pela primeira vez em 13 anos - O Ibovespa encerrou o dia no menor nível desde março de 2009, no auge da crise do crédito imobiliário nos EUA

Acredite: até o lucro da Renner caiu - Clima e recessão fizeram resultado ter queda de 10,5%

Agora é hora de comprar ações de mineradoras - Morgan Stanley também aposta em papéis de mercados emergentes

América Latina ainda é destino de investimentos em 2015 - É o que pensa Venancio Castañon, executivo que estuda a região

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: