Operações no exterior sustentam resultados da Weg

Companhia catarinense lucrou R$ 1,1 bilhão em 2015

Por Dirceu Chirivino

dirceu@amanha.com.br

Unidade da Weg

A fabricante catarinense de máquinas e equipamentos Weg (foto) tem motivos para comemorar quando observa seu balanço anual publicado nesta semana. A companhia atingiu uma Receita Operacional Líquida (ROL) consolidada de R$ 9,7 bilhões – um crescimento de 24,5% sobre o ano anterior. Se ajustado pelas aquisições realizadas no período, o crescimento seria de 21,1%. O crescimento da receita obtida no mercado externo foi de 39,6%. O mercado externo foi responsável por uma receita de R$ 5,5 bilhões e correspondeu a 57% da ROL total, resultado da continuidade das ações de expansão de mercados e linhas de produtos, que continuaram sendo aplicadas de forma agressiva em 2015. No mercado interno a receita operacional líquida atingiu R$ 4,2 bilhões, 9% acima do ano anterior. 

“O crescimento é particularmente notável se considerado o contexto extremamente desafiador em que operamos no Brasil em 2015, com forte retração econômica da produção industrial e dos investimentos, piorando um ambiente que já não era positivo em 2014. Importante observar ainda que este aumento foi conseguido de forma praticamente orgânica, sem aquisições significativas”, analisa a companhia em relatório. O lucro líquido do período atingiu R$ 1,1 bilhão, 21,1% acima dos R$ 954,7 milhões obtidos em 2014.

Quarto trimestre
A companhia acumulou um lucro líquido de R$ 383, 9 milhões no quarto trimestre de 2015, alta de 45,8% na comparação com o mesmo período de 2014. A companhia aumentou sua receita líquida em 25,4%, para R$ 2,7 bilhões. O mercado externo contribuiu com R$ 1,6 bilhão, o equivalente a 61% da receita. Os resultados das operações da empresa no exterior, junto com as demandas do segmento de energia eólica têm garantido o balanço saudável da Weg. Os investimentos da companhia no ano passado alcançaram R$ 468,1 milhões, sendo 43% destinados aos seus bens de capital da empresa no Brasil. 


leia também

500 MAIORES DO SUL reúne companhias da região - Festa de premiação de AMANHÃ e PwC congregou líderes empresariais

Apesar da retração, Schulz conquista lucro - Empresa acumulou ganho de R$ 48 mi em 2015

As empresas que perderam mais de R$ 1 bi na bolsa - Klabin, Braskem e Weg estão na lista da Economatica, com base em junho

As grandes tacadas da Weg no Brasil e no exterior - Empresa catarinense encontra novas oportunidades de negócio

As sandálias sempre novas da Grendene - Produtos lançados no último ano são responsáveis por 90% da receita

Banrisul lucra R$ 188 mi no primeiro trimestre - O resultado foi favorecido por receitas de serviços e tarifas

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: