Ibovespa registra queda de quase 5%

Dólar fechou em alta acompanhando mercado externo

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Bovespa registra maior perda diária em quatro anos e meio

O Ibovespa terminou a terça-feira (2) com baixa de 4,8% aos 38.596 pontos. Foi a maior queda em único dia desde 8 de agosto de 2011 quando os Estados Unidos tiveram a nota de crédito rebaixada para “AAA” pela S&P. O mercado não recebeu bem o rumor de que não será fechado um acordo entre os países produtores para reduzir a oferta mundial de petróleo. Com isso, os papéis PN da Petrobras despencaram 8,8%. Apenas quatro ações terminaram o dia em alta: Natura ON (1%), Gerdau Metalúrgica PN (0,8%), Cyrela ON (0,6%) e CSN ON (0,5%).

A moeda norte-americana fechou em alta de 0,7% para R$ 3,9814. O mercado brasileiro acompanhou a valorização do dólar frente às moedas emergentes no exterior. O principal evento que ajudou a dar força ao movimento foi o preço do barril de petróleo que foi negociado a menos de US$ 30. Apesar da alta, o Banco Central seguiu com a estratégia já desenhada e rolou um lote de US$ 10,1 bilhões em swaps cambiais. O destaque do dia também foi a reunião de analistas da agência de classificação de risco Moody´s, a única que ainda mantém a nota de crédito do país como grau de investimento. De acordo com analistas, a Moody´s poderá anunciar o rebaixamento nos próximos dias.


leia também

A América Latina terá de aprender a crescer sem o impulso das commodities - As matérias-primas não terão um novo ciclo de alta de preços, apesar das altas nos primeiro trimestres do ano

A China fez o que o mercado queria - Corte de juros era algo esperado, mas ainda não é suficiente para ajudar na recuperação econômica, afirmam especialistas

A crise invejável da Liderança Serviços - Crescimento da empresa será de “apenas” 8% neste ano

A punição virá das gôndolas? - A tentativa de boicote às marcas do Grupo J&F

Ação da Braskem segue quebrando recordes - Alta do dólar e queda dos preços do petróleo beneficiam empresa

Ações da Marcopolo podem valorizar mais de 50% - Fabricante de ônibus faz parte da carteira da Planner

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: