A vanguarda em PDV e móveis corporativos

Conheça a Tecnitubo, case do livro “100 Marcas do Rio Grande”

Sede da Tecnitubo

No início dos anos 1970, a saudade de casa angustiava o empresário Inedio José Grillo. Seguidor de uma tradição familiar de oleiros e madeireiros, ele gerenciava uma serraria em São Joaquim (SC), mas sua mente e seu coração estavam em Caxias do Sul, onde haviam ficado a esposa e os filhos. Decidido a permanecer perto de sua gente, Inedio retornou à Serra gaúcha, onde em 1972 encontraria uma grande oportunidade para empreender ao comprar uma cota de participação na Tecnitubo Indústria e Comércio de Tubos Ltda. 

A empresa, que havia sido criada por três sócios pouco tempo antes, em janeiro de 1969, tinha como objetivo inicial fabricar tubos industriais. Já nas primeiras demandas, no entanto, o negócio teve sua vocação alterada para a produção de cadeiras anatômicas. No começo das atividades, a Tecnitubo fornecia apenas a estrutura tubular das peças – os assentos vinham de São Paulo. A maior parte dos pedidos chegava de restaurantes da região. 

A entrada de Inedio na sociedade foi apenas o primeiro passo de um movimento que se repetiria nos anos seguintes, quando ele adquiriu também as cotas dos demais sócios. Depois de assumir o controle total da organização, Inedio compartilhou o controle da empresa com seus filhos – além disso, ele contaria ainda com a entrada de um amigo na sociedade, a fim de capitalizar o negócio. Atualmente, a Tecnitubo é gerida pelos irmãos Edegar e Rudimar Grillo, ambos filhos de Inedio e presentes na rotina da empresa há quatro décadas. 

Normal a quase todo empreendimento em fase inicial, os primeiros anos da Tecnitubo não foram fáceis. A companhia contava com poucos colaboradores e concentrava sua atuação na região Sul do país. A partir da chegada da família Grillo, a Tecnitubo direcionou a operação para o setor metal-mecânico, fornecendo peças para diversas organizações instaladas na Serra gaúcha. Em paralelo ao trabalho de metalurgia, a Tecnitubo seguiu dedicando-se à confecção de cadeiras plásticas até que, em 1978, a marca se voltou para uma nova frente de negócios: depois de criar uma relação de parceria com a Lojas Alfred – renomada grife de roupas masculinas –, a Tecnitubo passou a prestar serviços de reparo em araras, cabides e expositores da rede. A proximidade entre as duas empresas acabou fomentando a confiança mútua: quando a Lojas Alfred decidiu reformar sua estrutura de ponto de venda (PDV), a Tecnitubo foi incumbida de produzir as peças. A partir dali, a empresa se especializou no segmento de instalações comerciais, ampliando sua linha de produtos – jamais abdicando dos núcleos de tornearia e fabricação de cadeiras. Em 1985, a Tecnitubo saiu do pavilhão de 225 metros quadrados que ocupava no centro da cidade e instalou um parque fabril no bairro São José, numa área de 580 metros quadrados. Com a troca de endereço, a empresa desativou as operações de metalurgia e cadeiras, concentrando esforços unicamente na produção de mobiliário para lojas. 

Desde sempre, a atuação da Tecnitubo no segmento foi caracterizada pela diferenciação. Nos anos 1980, a companhia já se empenhava em apresentar soluções completas para os clientes, com acompanhamento de todos os detalhes dos processos – desde a elaboração dos projetos até a montagem das peças. Como estratégia de expansão, a Tecnitubo espalhou representantes Rio Grande do Sul afora, avançando inclusive para Santa Catarina.

A hora da Novara
A década de 1990 foi de crescimento exponencial – especialmente em função da entrada da organização no mercado de móveis corporativos. Confiante em seu potencial produtivo, a companhia candidatou-se a licitações para fornecimento de mobiliário para grandes empresas. O principal case foi a relação de dez anos mantida com a Caixa Econômica Federal – que experimentava um momento de expansão em todo o território nacional. Suprir uma demanda tão importante auxiliou a marca a desenvolver ainda mais sua expertise, consolidando-se como poucas neste setor. Além de fornecer mobiliário para diversos bancos, a Tecnitubo também venceu licitações de empresas como Correios e agências lotéricas da Caixa Econômica Federal. 

O know how adquirido no atendimento a players tão representativos do mercado foi fundamental para a criação da Novara, a linha própria de móveis corporativos produzidos pela Tecnitubo. A assinatura Novara surgiu em 2009, trazendo um novo conceito em qualidade, praticidade e design para ambientes profissionais. Moderno e funcional, o mix da marca inclui artigos que podem ser combinados ou mesmo utilizados isoladamente – propiciando um espaço de trabalho mais humano, ágil, elegante e produtivo.

A Tecnitubo movimenta-se através de uma linha comercial e, também, com a assinatura Novara. Os produtos Tecnitubo estão presentes em PDVs de algumas das maiores redes varejistas do país – como Lojas Renner, Malwee e Hering. Já os móveis da linha Novara preenchem, organizam e embelezam ambientes de trabalho de grandes empresas – entre elas, TAM, Embraer e diversas instituições financeiras –, figurando também na preferência de inúmeros arquitetos dedicados a projetos corporativos.

Um dos diferenciais da Tecnitubo está nos produtos de linha, considerados especiais pelo mercado, com criações de vanguarda que muitas vezes tornam-se tendência – sendo até mesmo adaptadas pela concorrência. Essa distinção, inclusive, é um dos orgulhos da marca. Além dos artigos que compõem o portfólio da empresa, a Tecnitubo oferece soluções personalizadas, com peças customizadas que procuram atender as necessidades e o padrão definido por cada cliente. Os clientes, por sinal, são vistos como os maiores parceiros da empresa. Não é à toa, portanto, que a Tecnitubo está orientada a agradar não apenas ao contratante, mas ao público final que será impactado por seus produtos – no caso, os clientes dos clientes. Para a Tecnitubo, uma relação só será realmente lucrativa se proporcionar satisfação para todas as partes envolvidas.

Entre os valores mais trabalhados pela empresa está a busca constante pela funcionalidade dos projetos. O atributo é especialmente valorizado em suas peças voltadas ao PDV. Pensando nisso, todo material fabricado pela Tecnitubo é maleável e de fácil manuseio, possibilitando agilidade e variedade no arranjo dos mais variados layouts. Além da busca constante pela praticidade e pela qualidade de seus produtos, a Tecnitubo trabalha em sintonia com a natureza. O respeito ao meio ambiente é uma das premissas da marca, que emprega apenas matérias-primas provenientes de fornecedores certificados – a própria Tecnitubo opera com a certificação da Cadeia de Custódia, concedida a produtos originados a partir de madeira extraída em processos considerados corretos sob a ótica socioambiental. Atenta também às certificações técnicas, a Tecnitubo estampa o selo da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) em todos os seus móveis. 

Defendendo atributos como a qualidade, o respeito ambiental e a valorização dos colaboradores, a Tecnitubo tem reforçado o posicionamento de sua marca através da participação nas principais feiras dos setores de PDV e móveis corporativos – como a Office Solution, feira bianual realizada em São Paulo. As ações de comunicação com o mercado envolvem inserções em revistas especializadas e divulgação de informações tanto no site institucional como nos perfis da empresa nas redes sociais. Já o esforço comercial envolve o intermédio de representantes e também showrooms instalados em grandes mercados – como Camboriú (SC), São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ).

A identidade visual da Tecnitubo surgiu ainda nos anos 1970, quando a companhia produzia artigos feitos basicamente com tubos plásticos, e pouco mudou. O material foi retratado pelos tubos curvados que estilizam o lettering – elemento único no layout da marca. Passados 45 anos desde sua fundação, a Tecnitubo encontra-se em permanente evolução. O parque fabril, em Caxias do Sul, estende-se hoje por uma área de aproximadamente 8 mil metros quadrados, reunindo mais de cem colaboradores. Além disso, a empresa mantém um centro de distribuição localizado em São Paulo, facilitando a logística com a região central do país – onde está concentrada a maioria da clientela. 

Conquistar novas fatias de mercado e eternizar o crescimento sustentável estão entre os principais objetivos da Tecnitubo. Para isso, a família Grillo já prepara a terceira geração, que deverá dar continuidade ao legado iniciado pelo empreendedorismo do patriarca, Inedio José Grillo, quando decidiu voltar às suas origens.

leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: