Ibovespa inicia semana em queda de 1,6%

Índice fechou abaixo de 40 mil pontos pela primeira vez desde 2009

Da Redação

Ibovespa inicia segunda semana de 2016 em queda de 1,6%

O Ibovespa fechou em queda de 1,6% (39.950 pontos) nesta segunda-feira (11), Com isso, o principal índice de ações da BM&FBovespa encerrou o dia no seu menor patamar desde 17 de março de 2009, durante a crise do subprime. O volume financeiro negociado foi de R$ 4,8 bilhões. O Ibovespa foi pressionado pela derrubada das commodities por causa da volatilidade na China. De forma geral, o mercado segue preocupado com o ritmo da economia global, diante de riscos de deflação na China e na Europa somada à fragilidade de alguns países emergentes. 

O petróleo obteve queda de 6% depois do Morgan Stanley projetar que o preço do barril pode alcançar US$ 20. O prognóstico fez com que as ações de petroleiras ao redor do mundo perdessem valor. A Petrobras, por exemplo, caiu mais de 3%. O dólar comercial terminou o pregão em alta de 0,28% a R$ 4,0487 na compra e a R$ 4,0517 na venda.


leia também

A América Latina terá de aprender a crescer sem o impulso das commodities - As matérias-primas não terão um novo ciclo de alta de preços, apesar das altas nos primeiro trimestres do ano

A China atenuará o pânico em torno de sua economia? - Preocupação é se o país manterá crescimento abaixo de dois dígitos

A China fez o que o mercado queria - Corte de juros era algo esperado, mas ainda não é suficiente para ajudar na recuperação econômica, afirmam especialistas

A punição virá das gôndolas? - A tentativa de boicote às marcas do Grupo J&F

Ação da Braskem segue quebrando recordes - Alta do dólar e queda dos preços do petróleo beneficiam empresa

Ações da Petrobras fecham abaixo de R$ 5 pela primeira vez em 13 anos - O Ibovespa encerrou o dia no menor nível desde março de 2009, no auge da crise do crédito imobiliário nos EUA

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: