Cenário externo faz Ibovespa cair 6,3% na semana

Além da China, relatório de emprego nos EUA moveu o mercado

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Cenário externo faz Ibovespa cair 6,3% na primeira semana de 2016

A primeira semana de negócios na BM&FBovespa em 2016 foi turbulenta. Com os dados desta sexta-feira (8), o Ibovespa renovou seu menor fechamento desde março de 2009. O índice acumula perda de 6,3%, a 40.612 pontos. A bolsa brasileira até esbouçou uma reação, mas o benchmark da BM&FBovespa zerou logo após a abertura das bolsas norte-americanas e fechou com queda de 0,2%. Pesou no dia o anúncio do relatório de empregos nos Estados Unidos em dezembro. No total, foram criadas 292 mil vagas – número bem acima das 200 mil esperadas. O mercado, agora, eleva a aposta de que deverá ocorrer uma nova alta de juros em março. 

O dólar fechou em queda frente ao real. Medidas anunciadas pela China para ajudar a estancar a volatilidade no mercado acionário e a elevação da cotação do yuan trouxeram uma trégua na aversão ao risco e contribuíram para a recuperação da moeda brasileira. O dólar comercial caiu 0,3%, cotado a R$ 4,0382. Com isso, a divisa norte-americana encerra a semana em alta de 2%. 


leia também

A América Latina terá de aprender a crescer sem o impulso das commodities - As matérias-primas não terão um novo ciclo de alta de preços, apesar das altas nos primeiro trimestres do ano

A China atenuará o pânico em torno de sua economia? - Preocupação é se o país manterá crescimento abaixo de dois dígitos

A China fez o que o mercado queria - Corte de juros era algo esperado, mas ainda não é suficiente para ajudar na recuperação econômica, afirmam especialistas

A crise no terceiro parceiro comercial do Sul - Casa Rosada anuncia pacote econômico. Indústria brasileira começa a evitar vendas a prazo na Argentina

A punição virá das gôndolas? - A tentativa de boicote às marcas do Grupo J&F

Ação da Braskem segue quebrando recordes - Alta do dólar e queda dos preços do petróleo beneficiam empresa

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: