Confiança da Indústria aumenta quase 1 ponto percentual em dezembro

Os dados da FGV indicam que o resultado foi determinado pela melhora das expectativas em relação aos meses seguintes

Por Agência Brasil

Confiança da Indústria aumenta quase 1 ponto percentual em dezembro, revela FGV

A prévia do Índice de Confiança da Indústria (ICI) sinalizou em dezembro deste ano alta de 0,9 ponto percentual, em relação ao resultado fechado do mês de novembro, passando de 74,8 para 75,7 pontos. No mês anterior, o índice havia fechado em queda de 1,4 ponto. Os dados divulgados nesta segunda-feira (21) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV) indicam que a prévia do último mês do ano, no índice livre dos efeitos sazonais, foi determinada pela melhora das expectativas em relação aos meses seguintes. 

A pesquisa revela que o Índice de Expectativas (IE), que afere as perspectivas do setor em relação ao comportamento futuro, melhorou, podendo aumentar em 1,9 ponto, atingindo 77 pontos. Já o Índice da Situação Atual (ISA) deverá permanecer estável em 74,8 pontos. O resultado preliminar do Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) sinaliza alta de 0,4 ponto percentual, entre novembro e dezembro, passando de 74,6% para 75%, neste caso o maior nível desde setembro último.

A série dessazonalizada do Índice de Confiança da Indústria vem alternando resultados positivos e negativos desde julho deste ano, quando fechou em alta de 1,5 ponto percentual. Em agosto fechou em queda de 2 pontos, ficando praticamente estável em setembro, ao apresentar ligeira alta de 0,3 pontos. Deu um salto em outubro ao chegar a crescer, sempre na série dessazonalizada: 3,1 pontos percentuais, a melhor do semestre, voltando a cair em novembro: menos 1,4 pontos. A prévia definitiva de dezembro deverá ser divulgada pela FGV na próxima segunda-feira (28). Para o levantamento de dezembro, os técnicos da Fundação consultaram 780 empresas entre os dias 1º e 16 deste mês.


leia também

Dilma diz que sofreu segundo golpe de Estado na vida - Ex-presidente afirmou que recorrerá contra o que chamou de “fraude”

A balança da produção está mudando – de novo - Karen Reddington, CEO da FedEx Ásia Pacífico, avalia mapa global da indústria

A China fez o que o mercado queria - Corte de juros era algo esperado, mas ainda não é suficiente para ajudar na recuperação econômica, afirmam especialistas

A estabilidade do funcionalismo público é mesmo necessária? - O tema é particularmente importante no contexto de ajuste fiscal, avalia Zeina Latif

A punição virá das gôndolas? - A tentativa de boicote às marcas do Grupo J&F

A responsabilidade do Congresso - O cuidado com os recursos públicos e o respeito à restrição orçamentária deveriam ser valores da casa, opina Zeina Latif

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: