Federal Reserve eleva as taxas de juros nos Estados Unidos

A primeira alta em quase uma década foi decisão unânime

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Federal Reserve eleva as taxas de juros nos Estados Unidos

Amplamente esperado pelo mercado, o último encontro dos líderes do Federal Reserve em 2015 resultou na confirmação da primeira alta de juros nos Estados Unidos em quase uma década.  A faixa de juros ficará entre 0,25% e 0,5% ao ano. A decisão encerra um período de sete anos em que a meta do juro de referência era zero.

A votação foi unânime: recebeu o voto favorável dos dez integrantes da comissão responsável pela política monetária. O Fed revelou em comunicado que vai esperar que as condições econômicas evoluam de forma a permitir "apenas aumentos graduais" nas taxas básicas de juros do país. 

A política de juro quase zero foi instituída pelos Estados Unidos para estimular a economia diante da crise financeira que se iniciou com o colapso de contratos de financiamento imobiliário. 


leia também

A crise no terceiro parceiro comercial do Sul - Casa Rosada anuncia pacote econômico. Indústria brasileira começa a evitar vendas a prazo na Argentina

Anefac: juros sobem pelo 16º mês seguido - Bancos elevam taxas para compensar aumento da inadimplência

Banco Central anuncia ações para baixar custo do crédito - Goldfajn confirmou que será proposta a cobrança de preços diferenciados para pagamentos em dinheiro e cartão de crédito

Banco Central indica corte menor de juros - Copom também prevê fim gradual do ciclo de reduções

Banco Central prevê queda do PIB de 3,3% este ano - A inflação, medida pelo IPCA, deve ficar em 6,9%

Bancos não poderão cobrar juros de mercado por atrasos em pagamentos - Para o BC, exigência trará mais uniformidade às operações de crédito e tornará as regras mais claras para os clientes

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: