Cresce importância da exportação para empresas

A valorização do dólar ante o real estimulou a indústria, revela CNI

Por Agência Brasil

Porto de Itapoá, em Santa Catarina

O coeficiente de exportação, que mostra a importância do mercado estrangeiro para as empresas brasileiras, aumentou 0,6 ponto percentual no terceiro trimestre em relação ao período imediatamente anterior e alcançou 19,8%, informou nesta quinta-feira (3) a Confederação Nacional da Indústria (CNI). Na avaliação dos técnicos, a valorização do dólar ante o real estimulou as indústrias brasileiras a buscarem mercados no exterior.

O resultado é o terceiro consecutivo do indicador com aumento. Na indústria de transformação, o coeficiente de exportações subiu para 16,8% e está 0,8 ponto percentual maior do que o registrado no segundo trimestre. A alta do dólar inibiu as importações na avaliação da CNI. A participação dos importados no consumo nacional, medida pelo coeficiente de penetração das importações, ficou em 22,1% no terceiro trimestre, praticamente igual aos 21,9% registrados no trimestre anterior.

Na série de preços constantes do coeficiente, que desconta os efeitos da variação do dólar sobre o valor em real das importações, os dados mostram que a participação dos produtos estrangeiros no consumo nacional caiu de 23,1% no segundo trimestre para 22,8% no terceiro trimestre deste ano, informou a CNI. Reflete a queda das quantidades importadas, com alguma substituição de produtos estrangeiros por nacionais, e a retração da produção da indústria brasileira, que diminuiu o uso de insumos importados.


leia também

A balança da produção está mudando – de novo - Karen Reddington, CEO da FedEx Ásia Pacífico, avalia mapa global da indústria

A China fez o que o mercado queria - Corte de juros era algo esperado, mas ainda não é suficiente para ajudar na recuperação econômica, afirmam especialistas

A crise no terceiro parceiro comercial do Sul - Casa Rosada anuncia pacote econômico. Indústria brasileira começa a evitar vendas a prazo na Argentina

A punição virá das gôndolas? - A tentativa de boicote às marcas do Grupo J&F

ABDI: crise argentina deixa Brasil sob alerta - Setor automotivo deve sofrer maior impacto

Ação da Braskem segue quebrando recordes - Alta do dólar e queda dos preços do petróleo beneficiam empresa

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: