BRDE lança programa para ações sustentáveis

O BRDE PCS terá tarifas menores e prazos de empréstimos maiores

Por Dirceu Chirivino

dirceu@amanha.com.br

BRDE lança o Programa de Produção e Consumo Sustentáveis – BRDE PCS

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) apresentou na manhã desta quinta-feira (26), em Porto Alegre, o Programa de Produção e Consumo Sustentáveis – BRDE PCS. O projeto é focado em empreendimentos que privilegiem conceitos e práticas sustentáveis de desenvolvimento.  “O programa é extensivo aos três Estados do Sul e beneficiará projetos nos segmentos do agronegócio, indústria e comércio. Ele se fundamenta em cinco subprogramas integrados: energias limpas e renováveis, uso racional e eficiente da água, gestão de resíduos, agronegócio sustentável e cidades sustentáveis”, explicou Luiz Corrêa Noronha, diretor do BRDE. Na visão de Noronha, faltava ao banco uma linha de financiamentos integrada e organizada para apoiar práticas sustentáveis. O BRDE PCS terá tarifas menores e prazos de empréstimos maiores. Futuramente, o banco poderá se tornar um repassador de recursos da Agência Francesa de Desenvolvimento para projetos a serem elaborados na área. O governador gaúcho José Ivo Sartori (foto) cogitou a possibilidade de aproveitar programa para que o Estado tenha projetos focados em energia solar.

Na ocasião, o BRDE celebrou a assinatura de contratos e protocolos com empresas que estão desenvolvendo empreendimentos de energias renováveis (energia eólica, aproveitamento de biomassa e Pequenas Centrais Hidrelétricas) no valor de R$ 455 milhões. O vice-presidente e diretor de Acompanhamento e Recuperação de Créditos do BRDE, Odacir Klein, comemorou a iniciativa. "Aqui estamos solenizando a modernidade e o avanço através do programa global, e a colheita, através das assinaturas dos contratos", afirmou Klein. O total dos investimentos será de R$ 2,2 bilhões. 

Para a geração de energia eólica, foi assinado contrato com a Eletrosul Centrais Elétricas, para o empreendimento do Parque Eólico Hermenegildo, em Santa Vitória do Palmar e Chuí. O diretor financeiro da Eletrosul, Cláudio Vignatti, afirmou que mais de 90% dos investimentos da empresa estão no Rio Grande do Sul. Ele adiantou que a inauguração do parque deverá ocorrer em março do próximo ano. Com a Atlantic, também foi firmado protocolo de financiamento para investimentos no parque eólico. Na geração de biomassa, o BRDE firmou contrato com a empresa Sepé Geração para a construção de uma usina termoelétrica a partir do processamento da casca de arroz, com capacidade de geração de 8,5 MW, em São Sepé. Foram assinados também os protocolos para projetos de pequenas centrais hidroelétricas (PCHs) e implantação de linhas de transmissão da empresa Carolina Geração de Energia, em André da Rocha e Muitos Capões, e mais duas PCHs nos mesmos municípios. A Santo Antônio viabilizará a construção de uma Central Geradora Hidroelétrica (CGH), localizada entre São Domingos do Sul e Casca.


leia também

A inovação pode ser estimulada - Falhas também fazem parte do processo criativo

A mudança no comportamento do eleitor está por vir - Candice Pascoal explica os efeitos do crowfunding na política brasileira

A nova ambição do encantador de clientes - Galló anuncia missão de ser “o maior varejo de moda das Américas”

A recuperação judicial sob o viés do investidor - Palestra em Porto Alegre nesta sexta-feira (16) tem inscrições gratuitas

A responsabilidade da gestão é ainda maior na saúde - Para Pizzato, da Unimed POA, zika é reflexo de falta de planejamento

A superação de crise das empresas requer uma equipe - Para Telmo Schoeler, o grupo deve elaborar plano de ações corretivas

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: