O sonho da casa própria na vitrine

Curitibana VCG abre primeira loja de construtora em shopping no Paraná

Por Marisa Valério, de Curitiba (PR)

marisa.valerio@amanha.com.br

Engenheiros Guilherme Vialle e Nuno Coelho, sócios da VCG

“Com todo respeito à crise, 2015 foi um ano de superação total”, diz a diretora de incorporação da VCG Empreendimentos, Cristiane Kilter, há dois anos na empresa de porte médio que cresceu neste ano 155% em relação a 2014, e acumula destaques por esse desempenho – entre eles o Top de Marketing da Associação de Dirigente de Vendas do Paraná (ADVB-PR). 

A incorporadora curitibana, nascida há sete anos por iniciativa dos engenheiros Guilherme Vialle (na foto, à esquerda) e Nuno Coelho (na foto, à direita), fez nesta semana mais um movimento na linha de inovação que a tornou conhecida. Inaugurou uma loja conceito, permanente, dentro do shopping Pátio Batel. É a primeira do tipo no Paraná. Clientes serão atendidos com hora marcada por duas arquitetas. E curiosos serão recebidos a qualquer momento para conhecer os empreendimentos. Além de um pequeno circuito com maquetes e fotos, a loja tem uma mesa com tela touchscreen interativa, em que é possível passear por apartamentos e outros espaços do portfólio à venda.

“A gente acredita muito no relacionamento e a loja é um espaço para as pessoas virem com frequência, inclusive para saber como anda a obra e para combinar a personalização de seu imóvel”, explica Cristiane. O trabalho das arquitetas também será o de destacar algumas características que nem sempre são bem valorizadas nos tradicionais plantões de venda. A VCG oferece como “itens de série” alguns confortos especiais, como piso aquecido, desembaçador de espelho e aspiração central.

Em alguns empreendimentos, há adicionais inusitados. No residencial Le Soleil, localizado na região da Ecoville e cercado de área verde, todos os apartamentos têm face Norte e, portanto, insolação natural ao longo do dia. Em outro lançamento, o Parque das Artes, junto ao Parque Barigüi, os vidros das sacadas vão refletir a mata nativa, reduzindo o impacto visual da construção. Nesse caso, o projeto ocupa 30% do terreno de 70 mil metros quadrados e preserva o restante. 

Ainda assim, a obra está embargada pelo Ministério Público, por iniciativa de uma ONG ambiental. “Cumprimos integralmente a legislação, mas o MP preferiu se inteirar melhor do projeto e estamos aprendendo muito nesse processo, principalmente com os ambientalistas. Preferimos ter uma postura transparente e, graças a isso, não tivemos um único distrato por parte dos compradores”, garante a diretora.

O valor médio dos apartamentos da VCG é de R$ 1 milhão e o estoque tem se mantido baixo. A venda é feita principalmente para o público final A e A+, que não depende de financiamento e compra à vista ou conclui o parcelamento ao final da obra.  Atuar nesse nicho vem garantindo crescimento sustentável para a incorporadora. Neste ano, a companhia paranaense vendeu três vezes mais do que no ano passado. “Já batemos a meta de faturamento de 2015”, comemora Cristiane. A mesma estratégia guia o planejamento de longo prazo. Em cinco anos, a VCG pretende estender seu mercado para o interior do Paraná e para o estado de São Paulo.

O fim do boom imobiliário não afetou os planos nem os resultados, diz Nuno Coelho, o C da sociedade. “Nosso horizonte de crescimento era claro quando nascemos. Mas o ritmo foi mais rápido que o previsto. Nossos produtos foram bem aceitos e a velocidade de vendas, maior” garante Coelho. De 2012 para 2014, a receita líquida da VCG cresceu 717,7%, saltando de R$ 9,5 milhões para R$ 78,2 milhões.


leia também

CMN muda regra para facilitar compra de imóveis mais caros - Bancos estão autorizados a financiar até R$ 1,5 milhão com juros baixos

Consórcios de imóveis apostam em alta das vendas - Ademilar teve crescimento de 57,4% até fevereiro

Guarida Imóveis: uma história de tradição e futuro - Conheça a empresa, case do livro “100 Marcas do Rio Grande”

Hora de comprar imóveis é boa e ainda vai melhorar - A aposta é de Antonio Brown, sócio da consultoria XCare

Maior rede de imobiliárias do mundo terá novo ponto no Sul - Já presente no Paraná, Re/Max desembarca no Rio Grande do Sul

Melnick se torna acionista majoritária da Even - Grupo assume 26% do capital da empresa

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: