Auxiliadora Predial: onde mora a credibilidade

Conheça a empresa, case do livro “100 Marcas do Rio Grande”

Unidade da Auxiliadora Predial

Em 1927, o engenheiro germânico Friedrich Wilhelm Adam Schlander chegou a Porto Alegre, a convite do célebre empresário A.J. Renner. Fixado na capital gaúcha, Schlander teve a ideia de implantar no país as sociedades de economia coletiva – em alemão, Bausparkasse. Existente na Europa desde o século 18, o modelo consistia na organização de um fundo comum, alimentado por um grupo de cotistas, com a finalidade de acelerar a construção e a obtenção de imóveis habitacionais. Em 1º de julho de 1931, uma assembleia reunindo 20 acionistas elegeu Friedrich Schlander e outros três fundadores – o também alemão Otto Heylmann e os brasileiros Pedro Dischinger e Charles Voelcker – como gerentes do primeiro consórcio de construção de casas próprias do Brasil. Estava fundada a Auxiliadora Predial.

Pioneira no segmento de economia coletiva, a Auxiliadora Predial alterou o seu estatuto já em 1932, diversificando sua atuação em outros dois departamentos: Crédito Real – voltado para operações bancárias e letras hipotecárias – e Administração de Bens, imóveis e intermediação de negócios. Em 1936, a Auxiliadora Predial já possuía mutuários de seus consórcios em 243 cidades brasileiras, num total de 13 mil contratos em vigor. Em 1944, o universo de residências financiadas pela empresa alcançava a casa de 5 mil. Com o aumento drástico da inflação nos anos 1960 – o índice ultrapassou os 51% em 1962 –, os investimentos imobiliários de longo prazo perderam força. Numa demonstração de honradez e correção, a Auxiliadora Predial foi a única sociedade que conseguiu administrar a Carteira de Bens Coletivos até a quitação, encerrando os contratos em 1965.

Ainda em 1962, a companhia passaria por nova transformação, deixando de operar como Sociedade de Crédito Real para formalizar dois novos registros: o Banco Auxiliadora Predial e a Auxiliadora Predial Administração, Comércio e Indústria – o guarda-chuva sob o qual ficavam as iniciativas de construção e administração de bens e condomínios. Em 1971, devido a medidas impetradas pelo Banco Central, o Banco Auxiliadora Predial foi alienado. Restou o braço de Administração de Bens, que conduziria o sucesso da marca até os dias de hoje.

Liderança na gestão imobiliária
No início dos anos 1930, a Auxiliadora Predial já administrava um número expressivo de imóveis pertencentes a seus acionistas e enxergou nisso uma nova frente de receitas. Nos 1940, no Rio de Janeiro, a marca começou a gerenciar condomínios. Desde então, a empresa jamais parou de crescer. Calcada na ética e na qualidade superior dos serviços, a Auxiliadora Predial é hoje a líder do segmento de administração de condomínios, aluguel e venda de imóveis no Rio Grande do Sul, e uma das líderes do setor em São Paulo, figurando como uma das maiores marcas do país em sua área de atuação. 

Através do seu sistema de franquias, a empresa dispõe de mais de 70 lojas, instaladas em quatro estados: Rio Grande do Sul – onde possui a maior rede de agências da capital e do interior, com 61 pontos de atendimento –, São Paulo, Santa Catarina e Paraná. Inaugurado em 2007, esse modelo de expansão leva inúmeras vantagens ao empreendedor, já que possibilita iniciar um negócio valendo-se do know how, do suporte, da imagem sólida e da vasta carta de imóveis que possui. 

Por três anos consecutivos – 2011, 2012 e 2013 –, a Auxiliadora Predial recebeu o Selo de Excelência em Franchising, concedido pela Associação Brasileira de Franchising (ABF). A companhia é a única franqueadora do mercado imobiliário a contar com essa distinção. A marca é frequentemente citada como a imobiliária mais lembrada pelos gaúchos no prêmio Top of Mind, da Revista AMANHÃ, e também desponta em outros reconhecimentos deste tipo, como o Top de Marketing ADVB e o Marcas de Quem Decide, do Jornal do Comércio, de Porto Alegre.

O maior divulgador
A segurança e a credibilidade são os principais atributos ligados à marca Auxiliadora Predial. Esses valores permearam a trajetória da empresa durante as últimas oito décadas. O zelo sobre os patrimônios físicos e financeiros que lhe são confiados e a transparência nas relações também são atributos de sua atuação como intermediária na materialização de projetos imobiliários. 

A confiança depositada pelos clientes está expressa nas cores da logotipia. Tonalidade predominante, o verde foi escolhido para comunicar a credibilidade da empresa e é aplicado tanto nos materiais de divulgação como no layout das lojas e franquias. O amarelo e o laranja também constam na identidade visual e têm a função de contraste, conferindo destaque à marca. A última atualização profunda na logotipia aconteceu no começo dos anos 1990. À época, a Auxiliadora Predial utilizava uma arte toda em verde, que trazia uma casa como ícone. Contratado para modernizar a composição, o estúdio GAD substituiu a casa pela estilização de um prédio dentro de um losango – ambos em laranja, encimando a assinatura esverdeada, de tipos serifados. A alteração, no entanto, não foi consentida de imediato. Acostumados ao tradicional desenho, os diretores da época – descendentes do acionista-fundador Charles Voelcker – resistiram durante dois anos até consentirem na troca. Nos anos 2000, o mesmo logo passou por uma sutil repaginação. Os traços do prédio e do losango foram simplificados e ganharam curvas; o alaranjado matizou-se em degradê e o lettering ficou mais delgado, perdendo as serifas.

Afixados em milhares de janelas da região Sul e de São Paulo, o logotipo da Auxiliadora Predial é o seu maior instrumento de comunicação. Bem construída e de vasta aplicabilidade, a marca se destaca das demais concorrentes e rapidamente identifica a empresa ao público. O Departamento de Marketing supervisiona o manejo desse ativo entre os franqueados, garantindo a padronização.  Os investimentos em mídia da Auxiliadora Predial hoje estão concentrados em portais da internet, já que a web tornou-se o principal canal na pesquisa por imóveis. A marca não realiza grandes aportes em divulgação institucional, preferindo manter o foco das ações nos produtos. As franquias recebem autonomia para trabalharem os seus mercados. Em Novo Hamburgo e Blumenau – cidades de colonização alemã –, a marca chegou a publicar anúncios em idioma germânico. Nesse viés localizado, a panfletagem é também bastante empregada. A Auxiliadora Predial edita ainda a Revista do Síndico, criada como canal de relacionamento com esses clientes há quase três décadas.

Inovação para crescer
Com o pioneirismo em seu DNA, a Auxiliadora Predial implementou o inédito Curso Superior de Gestão Imobiliária, através de um convênio com a Universidade de Caxias do Sul (UCS), firmado em 2004. A empresa também foi responsável por introduzir algumas das principais inovações do mercado imobiliário nos últimos anos. Em 2009, a marca levou os seus diversos serviços à plataforma de telefonia celular, através da ferramenta Auxiliadora Mobile. Já em 2010, a imobiliária passou a oferecer atendimento e conteúdo pelas redes sociais, com a criação de um blog corporativo e de perfis em diversas redes sociais, ampliando assim a sua colocação na web. Nesse mesmo ano, a Auxiliadora Predial criou os serviços Aluguel Corporate e Aluguel Preference, que prestam um atendimento diferenciado a clientes de imóveis corporativos e residenciais de alto padrão. 

Sólida e dinâmica, a Auxiliadora Predial direciona esforços para robustecer ainda mais sua rede de lojas. Para os próximos anos, uma das metas é atingir a liderança no mercado paulista – onde a companhia realizou, recentemente, importantes aquisições na área de condomínios. Parcimoniosa com os recursos de seus clientes, a Auxiliadora Predial manterá essa mesma receita com seus investimentos próprios, procurando tornar-se uma imobiliária nacional através do crescimento sustentável.

leia também

A arte da conquista - Algumas das marcas mais lembradas pelos gaúchos ensinam como conquistar o exigente mercado do sul

A dádiva de servir à saúde - Conheça a Farmácias São João, um dos cases do livro “100 Marcas do Rio Grande”

A fantástica fábrica de perfumes - Saiba como surgiu a colônia Acqua Fresca, sucesso d'O Boticário

A grife gaúcha dos eletrodomésticos - Conheça a Venax, case do livro “100 Marcas do Rio Grande”

Aprendendo marketing com “De volta para o futuro” - Por que não existem ainda os skates voadores da ficção?

As marcas boas de bola do Sul - Dupla Grenal tem as grifes mais valiosas da região

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: