Fed mantém juros e não garante alta em dezembro

BC norte-americano citou inflação para manter política monetária

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Bandeira dos Estados Unidos

O Federal Reserve anunciou na quarta-feira (28) que decidiu pela manutenção das taxas de juros nos Estados Unidos. Os integrantes do BC americano citaram a fraqueza nas exportações e a inflação como razões para manter sua política monetária inalterada. O Fed disse que irá avaliar se será apropriado elevar as taxas na próxima reunião. 

O documento publicado após a reuninão reconheceu que "o ritmo de ganhos de emprego desacelerou" e que, ao mesmo tempo, a economia apontou para uma continuação do crescimento "moderado". O Fed também mostrou uma menor preocupação com um possível efeito negativo sobre o mercado doméstico em relação à evolução da economia mundial. O mesmo  documento indica que a autoridade monetária deve reavaliar o progresso do emprego e da inflação até o próximo encontro. Antes do encontro desta quarta, economistas projetavam que a presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, e a maioria dos integrantes do comitê estariam abertos à possibilidade de que a economia pode se recuperar antes da reunião de dezembro.

Desaceleração
A economia dos Estados Unidos desacelerou significativamente no terceiro trimestre deste ano. O resultado é reflexo de uma redução nos estoques dos negócios, que compesou o fortalecimento do gasto do consumidor. Entre julho e setembro, o Produto Interno Bruto (PIB) americano cresceu a uma taxa anualizada de 1,5%, depois de ter avançado 3,9% no trimestre anterior. No período, os gastos dos consumidores permaneceram sólidos, com aumento de 3,2%, apesar de um leve abrandamento no comparativo com os três meses até junho, quando houve avanço de 3,6%. Os dados foram anunciados nesta quinta-feira (29).


leia também

BC dos EUA decide manter a taxa de juro - Fed aguarda mais evidências do progresso econômico

BC dos EUA mantém juros no mesmo patamar - Fed sustenta previsão de duas altas ao longo de 2017

BC norte-americano sobe juros pela terceira vez no ano - Fed sinalizou fim da política monetária expansionista

Buffett pretende investir US$ 32 bilhões em breve - O bilionário afirmou que ainda tem dinheiro para comprar o que quiser

Dólar tem queda de 2% e renova a mínima do ano - O real foi a terceira moeda que mais subiu nesta quarta

Economia segue expansão modesta nos EUA, revela Fed - Autoridades ainda avaliam quando devem aumentar os juros

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: