Coritiba seria o único clube do sul na série A com nova MP

Nova regra acende alerta para clubes

Da Redação

Coritiba seria o único clube do sul na série A com nova MP

Nesta quinta-feira (19), a presidente Dilma Rousseff assinou a Medida Provisória que busca renegociar a dívida dos clubes com a União. Para poder se enquadrar nas novas condições de financiamento, os clubes devem cumprir uma série de contrapartidas de modernização e transparência em relação às suas gestões. De acordo com a medida provisória, que ainda segue para aprovação do Congresso, os clubes poderão refinanciar as dívidas em 10 ou 20 anos, com regras mais flexíveis e juros de 2% a 6% nos três primeiros anos. A estimativa é que a dívida dos clubes com a União esteja em torno de R$ 3,8 bilhões. A adesão dos clubes ainda depende de regulamentação específica a ser divulgada pela Receita Federal.

Entre as obrigações mais polêmicas, está a limitação da antecipação de receitas previstas para mandatos posteriores, e a “demonstração de que os custos com folha de pagamento e direitos de imagem de atletas profissionais de futebol não superam 70% da receita bruta anual”. Caso tal regra já fosse válida, a maior parte dos clubes do sul do Brasil correria o risco de punições que poderiam levar ao rebaixamento, conforme seus balanços de 2013 – os últimos divulgados até o momento.

De acordo com números da Pluri Consultoria (veja aqui), entre os clubes da região sul que disputam a série A, apenas o Coritiba manteve seus custos com futebol abaixo dos 70% naquele ano. O Criciúma, que neste ano vai disputar a série B, também manteve seus números dentro deste limite. Entre todos os demais, o número mais alarmante é o do Figueirense, que em 2013 teve seus custos com futebol em 135,9% do valor de sua receita bruta. A Chapecoense, apesar de não ter revelado seu balanço de 2013, figura como segundo clube de melhor “saúde financeira” no país, de acordo com outro estudo (leia aqui) da mesma consultoria.

 

 

 

     
 

Receita*

Custo Futebo*l

Custo/Receita

Endividamento Líquido*

 

Atlético-PR

85,8

81,4

94,87%

-118,2

 

Avaí

19,2

15,5

80,73%

-50,4

 

Coritiba

96,7

67,5

69,80%

-170,4

 

Criciúma

45

30,1

66,89%

-7,0

 

Figueirense

23,4

31,8

135,90%

-56,8

 

Grêmio

197,7

161,4

81,64%

-276,7

 

Inter

259,6

187,6

72,27%

-229,3

 

Joinville

21,9

18,8

85,84%

-12,9

 

               

 *Números de 2013, em R$ mi. Fonte: Pluri Consultoria

 



leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: