Inovação Natural, um modelo de gestão nascido no Sul

O Instituto MOBI, de Joinville, foi fundado para difundir o conceito

Por Eduardo Borba*

O Instituto MOBI, de Joinville, foi fundado para difundir o conceito de Inovação Natural

Empresas inovadoras são as que mais faturam, têm maior margem de lucro, as que mais empregam e pagam os melhores salários. Entretanto, a maioria das companhias ainda trata a inovação como um projeto ou departamento. Poucas abordam a questão como cultura organizacional e raras são aquelas realmente inovadoras, onde o assunto é encarado como comportamento básico para o desenvolvimento de novos produtos e serviços. 

Um dos estudos mais impactantes sobre como se obter resultados é o DNA do Inovador. Clayton Christensen, um dos mais influentes pensadores da administração mundial, conseguiu chegar a cinco habilidades comportamentais que os empreendedores de alto impacto têm em comum. São elas: associar, questionar, observar, trabalhar em rede e experimentar. Christensen foi quem chegou mais próximo do comportamento inovador. Entretanto, ele afirma que para despertar e desenvolver habilidades comportamentais que levam a resultados incríveis é preciso ter um propósito nobre, uma grande causa. Todos os empreendedores de alto impacto na história da humanidade possuem essa característica em comum. Portanto, para alcançar grandes resultados, é preciso adotar um comportamento inovador. Para isso, se faz necessária uma causa nobre e é aqui, no Brasil, que surge o conceito que está revolucionando o mundo corporativo: a Inovação Natural.

Esse modelo de gestão foi formatado para o cenário pós-industrial, no qual o ser humano é o centro dos negócios, potencializando a inovação contínua de forma natural e acessível. Fundamentado no princípio de Aristóteles, “onde cruzam suas paixões e talentos com as necessidades do mundo, aí estará o seu lugar”, a Inovação Natural promove essa relação, para que qualquer indivíduo ou organização possa encontrar sua causa. Essa descoberta, por sua vez, impulsiona o fluxo natural CAR (Causa/Consciência, Atitudes/Ações e Resultados) e dá início a uma Espiral de Evolução, isto é, a inovação de forma contínua e natural. 

Na atual insanidade administrativa, como é possível ter sucesso com foco no lucro? Não faria mais sentido focar na causa ao invés do efeito? O resultado é simplesmente consequência proporcional à nobreza de uma ação. Nesse cenário, não são as empresas que movem as pessoas, mas sim as causas. Por essa razão, o motor de evolução criativa somente pode ser impulsionado continuamente se a empresa tiver um propósito nobre. A maioria dos empreendimentos já nasce sabendo que irão declinar, pois há um ciclo de vida inevitável (nascimento, crescimento, maturidade, declínio e morte). Causas, por sua vez, nascem para prosperar através dos tempos – quando são realmente úteis para a sociedade. A Inovação Natural transforma empresas para que elas tenham um impacto econômico proporcional ao benefício/valor que geram na cadeia de negócios. 

Para engatilhar a Espiral de Evolução é necessário transformar a empresa num laboratório de descobertas, alinhando suas paixões e talentos com as necessidades do mundo. Uma vez identificada a causa, inicia-se uma transformação, adequando as ações e o comportamento da organização a essa nova diretriz. Neste processo, constroem-se naturalmente modelos de negócios únicos, com autenticidade e alto potencial socioeconômico. Em Joinville (SC), o Instituto MOBI, fundado para difundir o conceito da Inovação Natural, colabora nessa transformação por meio de cursos e investimentos em novos negócios.

Seja como empresa ou como indivíduo, faz sentido beneficiar pessoas e ser beneficiado, gerar valor para a sociedade e ser bem remunerado para isso. Essa relação só pode ser construída transformando empresas em causas. Essa é a visão da Inovação Natural. A “entidade empresa” está falecendo rapidamente e aparecem cada vez mais empreendimentos com propósitos nobres, altamente úteis para a sociedade e mais lucrativos. A hora de mudar é agora e o caminho da evolução contínua já está traçado.

*Autor do livro “Inovação Natural – A nova essência do mundo dos negócios”.


leia também

A recuperação judicial sob o viés do investidor - Palestra em Porto Alegre nesta sexta-feira (16) tem inscrições gratuitas

A responsabilidade da gestão é ainda maior na saúde - Para Pizzato, da Unimed POA, zika é reflexo de falta de planejamento

A superação de crise das empresas requer uma equipe - Para Telmo Schoeler, o grupo deve elaborar plano de ações corretivas

A vez da inteligência na cadeia de suprimentos - A rentabilidade pode até aumentar – mesmo em tempos de crise

Aprendendo marketing com “De volta para o futuro” - Por que não existem ainda os skates voadores da ficção?

As inúmeras vantagens do “preço dinâmico” - Um estudo mostra que tarifas variáveis beneficiam o consumidor

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: