Uma profunda depressão atinge o McDonald’s

Franqueados estão frustrados com o CEO Steve Easterbrook

Por Infomoney

Steve Easterbrook, CEO do McDonald´s

Quem investiu em uma franquia da maior rede de fast food do mundo não está muito feliz, de acordo com o Business Insider. Uma pesquisa realizada pelo analista Mark Kalinowski, da Nomura, com 29 donos de 226 restaurantes do McDonald´s mostra que a marca está em uma “depressão profunda” e “enfrenta seus últimos dias”. Um dos franqueados escreveu que “estamos em uma depressão profunda e nada está mudando”.

Outro franqueado relatou que está “nesse negócio desde o início dos anos 1970, e nunca vi um líder tão ausente quanto este”. Mais de uma dúzia de donos de restaurantes demonstraram estar frustrados com o gerenciamento do CEO Steve Easterbrook (foto), afirmando que o plano de reestruturação anunciado neste ano é uma distração, pois o foco deveria estar na qualidade do serviço e da comida. Muitos franqueados reclamaram especificamente da ideia de servir os produtos de café da manhã durante todo o dia, pois isso atrapalharia as operações das cozinhas.

Outras mudanças realizadas com a intenção de impulsionar os negócios foram o cardápio “Create Your Taste”, onde as pessoas podem customizar os sanduíches com ingredientes selecionados, e algumas mudanças no cardápio principal, como hambúrgueres um pouco maiores e frango sem antibióticos. O “Create Your Taste” também foi criticado na pesquisa. “Eles estão jogando tudo o que podem na parede para ver o que gruda”, escreveu um entrevistado.

Segundo outro franqueado, a reação da companhia às reclamações é aconselhar que os incomodados “saiam do sistema” e desistam dos negócios. Porém, alguns franqueados deram respostas positivas. “Acho que nossa liderança está indo na direção certa, mas vai demorar um tempo”, escreveu um deles. 



leia também

Momento McDonald´s - Aqui concorrência é tudo. Pulsante, cruel e incessante

Oral Unic inaugurará mais 10 unidades até dezembro - Rede catarinense foca em cidades com mais de 150 mil habitantes

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: