O fundo do poço ainda não chegou para varejistas

Lucro cairá 55% no terceiro trimestre, diz BTG. Não na Lojas Renner

Por Infomoney

Unidade da Lojas Renner em shopping

O BTG Pactual divulgou um relatório na segunda-feira (19) sobre o  varejo brasileiro. Para os analistas do banco, a volatilidade nos lucros continua. A má notícia é que o segundo trimestre não foi o fundo do poço, pois o cenário ainda vai piorar. O BTG estima queda de 55% no lucro líquido das varejistas no período quando comparado com o mesmo trimestre do ano passado. 

Esse resultado que será impactado basicamente por seis empresas: Pão de Açúcar (PCAR4), Via Varejo (VVAR11), Magazine Luiza (MGLU3), Hypermarcas (HYPE3), Restoque (LLIS3) e Natura (NATU3). Essas seis companhias serão responsáveis por 97% da queda do lucro no setor. Por outro lado, devem se salvar apenas Raia Drogasil (RADL3), CVC (CVCB3) e Lojas Renner (LREN3) – as três que sinalizam crescimento no lucro no período, aponta relatório dos analistas Fabio Monteiro e Thiago Andrade.

Eles acreditam que Via Varejo, Pão de Açúcar e Magazine Luiza são as mais impactadas principalmente em vendas no segmento "mesmas lojas" (unidades abertas há, no mínimo, um ano). Na mesma linha, eles apontam que a Hering (HGTX3) e Natura enfrentam vários problemas como a competição acirrada, por exemplo, o que contribuirá para um resultado pior.

Na contramão de tudo isso, empresas como Lojas Renner, Raia Drogasil, CVC e Lojas Americanas estão apresentando crescimento forte tanto na receita quanto no lucro. Hypermarcas e Arezzo já começam a dar sinais do efeito negativo em razão do cenário macroeconômico pior. O mesmo acontece com a CVC, alertam os analistas que ainda assim recomendam compra do papel da companhia.

Das ações de cobertura do BTG, Lojas Renner e Lojas Americanas são as "top picks", enquanto Arezzo tem recomendação de compra. Raia Drogasil é neutra. Da lista das ações para "ficar de olho" estão B2W (BTOW3), Cia Hering, Hypermarcas, Pão de Açúcar, Natura e Technos (TECN3). Já as ações a ser evitadas, segundo o banco, são Via Varejo, Magazine Luiza, Lojas Marisa (AMAR3), IMC (IMCH3) e Restoque. 


leia também

Dilma diz que sofreu segundo golpe de Estado na vida - Ex-presidente afirmou que recorrerá contra o que chamou de “fraude”

A China é economia de mercado, quer queiramos ou não - Não podemos imaginar que ganharemos algo confrontando a maior economia do mundo com argumentos frágeis

A China rural não existe mais - A mudança do modelo de crescimento econômico continuará elevando as demandas do país mais populoso do mundo

A fórmula da Herbarium para multiplicar vendas no Brasil - Fabricante de fitoterápicos do Paraná projeta crescer 10% com e-commerce

A luz no final do túnel é um trem chinês - O país de proporções gigantescas mantém a estratégia de crescer

A nova ambição do encantador de clientes - Galló anuncia missão de ser “o maior varejo de moda das Américas”

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: