Os investimentos que mais atraem os milionários

Cenário econômico não altera forma de agir dos endinheirados

Por Infomoney

Onde os milionários investem

Ter mais de um R$ 1 milhão na conta é o sonho de muitos brasileiros. Mas será que depois de atingir este objetivo eles param de se preocupar com os investimentos? Muito pelo contrário. “Independentemente das incertezas atuais no cenário político-econômico, os clientes milionários sempre nos procuraram buscando preservação patrimonial. É fundamental para uma boa assessoria que os clientes tenham em mente um planejamento financeiro que leve em consideração o seu orçamento pessoal e familiar, sua capacidade de acumulação, suas coberturas de risco e a certeza que os seus projetos financeiros possam ser alcançados”, explica Flávio Kokis, assessor de investimento da AX Capital.

Como o foco muitas vezes é a manutenção de capital e não necessariamente sua expansão, as escolhas de investimento de alguns milionários podem ser consideradas conservadoras. “Atualmente meus clientes que possuem mais de R$ 1 milhão estão procurando ativos com remuneração atrelada a CDI, IPCA e prefixados. Com a taxa Selic em 14,25% ao ano não vejo necessidade de correr riscos comprando ativos de renda variável por mais que tenham ações de grandes empresas com preços muito atraentes”, explica Cauê Ostetto, assessor de investimento da Clamber Investimentos.

Ostetto afirma que com alguns CDBs prefixados rendendo em média 17% ao ano é possível obter um rendimento liquido próximo a 40% em dois anos e meio. Dessa forma, a carteira fica balanceada, prevenindo assim possível queda da taxa Selic. Outra opção também são os CDBs atrelados ao IPCA. “A grande vantagem para clientes milionários é a possibilidade de alocação em diversos produtos, contando com a garantia do Fundo Garantidor de Crédito para todo o patrimônio, sem se preocupar com queda na rentabilidade”, acrescenta. 

Mas os milionários não optam apenas por investimentos mais seguros. “Não achem que o milionário é conservador. Ele também assume riscos. Também tem investimentos em bolsa. Porém, esse aporte é de longo prazo. Quando acha que a bolsa está uma barganha, ele não costuma comprar pensando em uma semana ou um mês, mas pensa em cinco ou dez anos. A maioria de seus investimentos são estruturais, ou seja, de longo prazo”, conta Charles Meyer Susskind, assessor de investimentos com CFP da CMS Invest. Outra característica dos endinheirados é possuir posições em dólar. “Seja através de uma conta no exterior, devidamente declarada, seja através de produtos locais em dólar, aplicação disponível inclusive para o investidor que não é milionário”, acrescenta Susskind.



leia também

A Cetip é a ação de dividendos mais indicada para compra - Cinco corretoras recomendam o papel da empresa do setor financeiro

Ações da Marcopolo podem valorizar mais de 50% - Fabricante de ônibus faz parte da carteira da Planner

Ações da Petrobras fecham abaixo de R$ 5 pela primeira vez em 13 anos - O Ibovespa encerrou o dia no menor nível desde março de 2009, no auge da crise do crédito imobiliário nos EUA

Agora é hora de comprar ações de mineradoras - Morgan Stanley também aposta em papéis de mercados emergentes

América Latina ainda é destino de investimentos em 2015 - É o que pensa Venancio Castañon, executivo que estuda a região

Analista recomenda compra de ações da Localiza - Para Pedro Galdi, empresa pode ter um melhor desempenho no futuro

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: