Fabesul: sob as quatro folhas do trevo

Conheça a história da empresa presente no livro 100 Marcas do RS

Fabesul

Os druidas, guardiões do conhecimento entre os povos celtas, acreditavam que o trevo de quatro folhas retinha propriedades mágicas. Com um braço a mais, a plantinha anômala ganhava simbolismos profundos, representava os ciclos da vida, as estações climáticas, as fases da lua, os quatro elementos básicos da natureza. Além disso, o vegetal teria o poder de anunciar augúrios positivos a quem o encontrasse perdido por entre as ramagens. Em 29 de junho de 1983, os sócios Clair Scolari e Jair Bernardon instalaram uma fornecedora de material para escritórios em Porto Alegre, numa área de 80 metros quadrados. À frente da primeira sede da Fabesul, deslindava-se um jardim coberto por inúmeros trevos da sorte.

O bom vaticínio que brotava do chão saiu da relva e foi parar na construção da marca da empresa. Passados 30 anos, o trevo e a tipografia esverdeada da Fabesul identificam a principal distribuidora de suprimentos para escritório da região sul e uma das três maiores marcas do setor no país. Além da matriz gaúcha, a corporação tem operações em Santa Catarina e no Paraná. Em 2013, eram 360 colaboradores e mais de 9 mil clientes. No Rio Grande do Sul, cerca de 95% das grandes empresas são atendidas pela Fabesul, que coloca à disposição deles mais de 8,5 mil itens em pronta-entrega.

Uma das primeiras marcas oferecidas pela Fabesul foi a bicentenária Faber-Castell. A fabricante de lápis alemã está ligada, inclusive, à raiz do nome da empresa. A ideia inicial dos sócios era batizar o empreendimento como Faber. Porém, o registro já estava guarnecido pelos proprietários germânicos. Chegaram a cogitar Fabersul, mas o nome que acabou escolhido foi Fabesul. Erigida como empresa familiar, a Fabesul procurou modernizar-se e profissionalizar suas práticas. O modelo de administração adotado é responsável por crescimentos consistentes e progressivos: a Fabesul tem dobrado o seu faturamento a cada 4 anos. A excelência na gestão já angariou láureas para a marca, como os prêmios Clave de Sol e Top Of Quality Brazil. 

O segredo é a constante adaptação às mudanças tecnológicas e a antecipação às necessidades do mercado. A satisfação do cliente também ganha atenção primordial. O objetivo da Fabesul é figurar como provedora de soluções a todas as demandas corporativas em provisões para escritório, informática, higiene, limpeza, copa e cozinha. Para esse fim, a instituição prega um atendimento personalizado. Cada parceiro se remete sempre ao mesmo consultor, que lhe dá todas as orientações sobre a melhor forma de resolver suas necessidades, buscando otimizar os pedidos e garantir a maior economia possível. Uma relação que vai além da simples venda.

Além da redução de custos, a qualidade é outro fator-chave na prática da empresa. A Fabesul orgulha-se de trabalhar apenas com as melhores marcas do mercado, líderes em seus segmentos – como Hewlett-Packard Brasil (HP), Report, 3M, BIC, Faber-Castell, Lexmark, Melitta, Pilot, Epson, Santher, entre outras. Esse crivo proporciona segurança ao comprador, pois garante a procedência do produto e o abastecimento permanente do estoque. O sistema de armazenagem vertical adotado pela companhia propicia agilidade na separação dos pedidos, acelerando o processo de entrega. O resultado é uma movimentação intensa nos galpões: a Fabesul chega a emitir 1,6 mil notas fiscais por dia. Em 2011, o desempenho da marca foi destacado por um de seus principais fornecedores. A Fabesul recebeu um prêmio da Suzano Papel e Celulose em menção ao recorde de mil toneladas de papéis Report vendidos em apenas um mês. Ao fim de 2013, o número já superava a marca de 1,5 mil toneladas diárias.

Outro ponto alto da empresa é a organização de programas de qualificação dentro de seu quadro de funcionários. Frequentemente, os colaboradores recebem treinamento de representantes das marcas que compõem o mix de produtos ofertados no portfólio da empresa. Assim, a equipe é capacitada a levar todas as informações e indicações dos artigos que melhor se encaixem às pendências dos clientes. A sinergia da Fabesul com suas fornecedoras é, aliás, mais um dos diferenciais da marca. Essa articulação estende-se além da relação comercial e denota um claro alinhamento de valores, como é o caso da ação Brigada Report. 

A Fabesul e a Suzano Papel e Celulose aderiram ao projeto da Terracycle – uma entidade internacional voltada à destinação inteligente de resíduos. Com a Brigada Report, as embalagens do papel chancelado pela marca não vão direto para o lixo: abertos com cuidado, os pacotes são depositados em pontos de coleta instalados em cada setor da empresa; dali, o conteúdo é enviado para a Terracycle, que transforma a matéria-prima em novos produtos, como estojos e porta-laptops. Por cada embalagem remetida, a recicladora paga a quantia de R$ 0,02. O valor é convertido em doações para o Asilo Padre Cacique, de Porto Alegre. Em apenas um ano, a Fabesul obteve mais de 2,6 mil arrecadações no programa Brigada Report.

Vitória compartilhada

Em 2012, a Fabesul lançou uma campanha comemorativa aos seus 30 anos de atuação, completados na metade de 2013. O slogan Juntos construímos esta história procurou ressaltar a gratidão da empresa a seus colaboradores e parceiros – partícipes fundamentais no caminho trilhado ao longo das últimas três décadas. Um selo representativo também foi desenhando em alusão à data. E o trevo lá está, novamente, emoldurado em prata, ao lado do numeral. 

O amuleto, aliás, jamais saiu da marca. Na evolução das artes que comunicam a marca, o patuá é figura constante: seja em formato de cruz – com as abas arredondadas ou afiladas –, seja em suave giro lateral, como o adotado a partir de 2010. O trevo tem importância histórica redobrada nas origens da Fabesul: lá também aparece o pequeno arbusto identificando a antiga Adubos Trevo – agora Yara Brasil –, uma das primeiras clientes, ao lado de Lojas Renner e Expresso Mercúrio. 

Ao que tudo indica, as emanações benfazejas do trevo de quatro folhas impulsionaram a Fabesul em sua busca pelo Crescimento sempre – objetivo expresso no slogan, que é palavra de ordem na corporação desde os seus primórdios. Já em 1985, apenas dois anos depois da fundação, a Fabesul adquiriu a Importadora Russel – então com mais de 30 anos de atuação no segmento de artigos de escritório. No ano seguinte, a distribuidora absorveu a Compasso, varejista no ramo de materiais para desenhos escolares. A consagrada Universal foi incorporada na virada do milênio. Já a Massul, também especializada em suprimentos de escritório, teve suas operações assumidas pela Fabesul em 2001. Em 2008, o empreendimento gaúcho rompeu fronteiras e chegou a Santa Catarina, com a montagem de sua primeira filial, em São José. A empresa avançou em terras catarinenses em 2009, formalizando a compra da Forte Papéis. Em 2010, a Fabesul englobou os canais comerciais da Datasupri Informática no Paraná, passando a abranger os três estados da região.

A chegada à terceira década referendou a solidez da Fabesul, mas trouxe um recobrado sentimento de novidade e reinício. O plano dos gestores, a partir de agora, é fortalecer a liderança na região Sul, sempre pesquisando os mercados para escolher o destino que abrigará sua próxima operação. O desafio não é somente expandir as atividades, mas fazê-la a passos largos, tanto que a ideia é replicar o crescimento obtido durante toda a sua trajetória em até dez anos. Para onde for a Fabesul, irão também os parceiros diferenciados, a transparência, a ética e a qualidade de atendimento e serviços. Junto deles, eternamente, estará o velho trevo de quatro folhas e a certeza de seus bons fluidos. 

leia também

A dádiva de servir à saúde - Conheça a Farmácias São João, um dos cases do livro “100 Marcas do Rio Grande”

As cidades com melhor (e o pior) saneamento no Sul - Municípios do Paraná, como Londrina, destacam-se no investimento e tratamento de água e esgoto na região

Autoridade em Plantio Direto - Conheça a Semeato, case do livro “100 Marcas do Rio Grande”

Banrisul lucra R$ 339,9 milhões no semestre - Provisões para recuperações judiciais diminuíram o resultado do banco

Baram: o triunfo da perseverança - Conheça a história da empresa presente no livro 100 Marcas do RS

Bertolini: do aço para a diversificação - Conheça a empresa, case do livro “100 Marcas do Rio Grande”

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: