Conheça oito ferramentas para controlar desempenho

Elas podem ser excelentes motivadoras para seus funcionários

Por Antonio Carlos Soares*/Endeavor

Alguns softwares podem medir desempenho de funcionários

A gestão dos recursos humanos de uma empresa é um dos pilares mais fortes para a sua sustentação. Afinal, a companhia é um reflexo de seus funcionários. Pessoas motivadas produzem melhor e ainda transmitem uma boa imagem da organização para parceiros, potenciais clientes e clientes. E a melhor e mais barata estratégia de marketing é o espontâneo.

Ao mesmo tempo em que a empresa fornece toda a estrutura (por estrutura, aqui, me refiro a equipamentos modernos, salários compatíveis com o mercado, benefícios etc) para que o profissional exerça seu cargo de uma maneira versátil e independente, ela também deve cobrar pelo desempenho. Não se trata de uma cobrança cega, de metas inatingíveis, transformando o ambiente de trabalho em um lugar tóxico, mas de um retorno ao que a empresa oferece e o que ela precisa para atingir seus objetivos como marca. O controle da performance, portanto, tem três lados: avaliação de desempenho do colaborador, conhecer suas expectativas em relação à empresa e também reconhecer os melhores exemplos.

Aqui no Runrun.it, trabalhamos com o OKRs (Objetives and Key Results) a cada trimestre e avaliamos o desempenho das áreas a partir dessa metodologia – muito usada pelas mais importantes empresas de tecnologia do Vale do Silício, nos Estados Unidos. Também levamos em conta o RR-Rating de cada colaborador para avaliar seu desempenho. Esse é o índice de produtividade calculado pelo próprio Runrun.it a partir de pesos configurados previamente e das entregas realizadas nos últimos 30 dias.

Confira abaixo oito ferramentas que indicamos para o controle de performance de seu pessoal para empresas de todos os tamanho. Acreditamos que, desse modo, tornamos as relações de trabalho cada vez mais transparentes.

1. O Appraisd é uma plataforma que permite destacar objetivos, competências, progresso, plano de desenvolvimento pessoal e fazer feedback de toda a equipe, deixando a avaliação – que muitas pessoas consideram tediosa – um pouco mais dinâmica. Custa U$ 5 por usuário/mês.

2. O Reviewsnap oferece ferramenta de avaliação de desempenho individual e 360 graus, além de um dashboard de compensações para incentivar os colaboradores. Os valores para 10 colaboradores e 50 é o mesmo: um pagamento anual de US$ 2.849 (já incluída a taxa de implementação).

3. Porque ele é um software de gestão de tarefas, o Runrun.it compila uma série de dados para ajudar na avalição de desempenho dos colaboradores, oferecendo um índice de produtividade e desempenho baseado na atividade dos últimos 30 dias dos usuários, o RR-Rating. Assim, você tem uma avaliação quantitativa, derivada diretamente do trabalho realizado, que pode se somar a outros processos que você já tenha implementados em sua empresa.

4. Através do BetterWorks, é possível acompanhar o desenvolvimento das pessoas em todas as hierarquias, de cima pra baixo, de baixo pra cima e entre áreas a partir das metas (OKRs ou S.M.A.R.T. goals) desenhadas pela empresa. A aplicação guarda o histórico das avaliações e começa com planos individuais.

 5. O Perdoo também é um gerenciador de OKRs, com atualização instantânea do progresso das áreas. Ele traz transparência para a avaliação, alinhando os colaboradores numa só direção.

 6. O Echospan é uma ferramenta de feedback 360 graus, com quatro tipos de planos, que atendem desde a pequena até a grande empresa. Quanto maior o plano, mais recursos oferece. Para cinco colaboradores, começa em US$ 894 por ano.

 Se sua empresa é grande, tem orçamento robusto e se sente mais confortável com vendors estabelecidos, dou duas dicas:

7. Um produto da SAP, o SuccessFactors Performance & Goals é uma solução para definir e alinhar metas, medir o desempenho individual dos colaboradores, desenvolver os talentos e recompensá-los por um bom trabalho.

8. E o Oracle Taleo, que ajuda a organização desde o recrutamento até a mapear o desenvolvimento do profissional na empresa.

 *Co-fundador do Runrun.it. Leia aqui o artigo original.


leia também

Não há segredo nas Melhores Empresas para Trabalhar – SC - Blumenau receberá próximo evento de AMANHÃ e GPTW em agosto

A consagração de quem valoriza - Evento premiou as 40 Melhores Empresas para Trabalhar no RS

A hora e a vez dos colaboradores - Pesquisa de AMANHÃ e GPTW em SC recebe inscrições até 5 de setembro

Blumenau sediará evento de AMANHÃ e GPTW - RHs conhecerão práticas das Melhores Empresas para Trabalhar em SC

Brasil sofre apagão de talentos na era da tecnologia - Para Alexandre Blauth, VP do Gartner, falta mão de obra para que mais empresas possam aplicar TI em seus negócios

Carlos Ogliari é o novo diretor de RH da Marcopolo - O executivo atuou na Volvo e na Klabin

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: