Tesouro Direto: mínimo para investir diminui para 1%

Na prática, agora é possível comprar quase todos os títulos com R$ 30

Por Infomoney

Tesouro Direto: mínimo para investir diminui para 1%

Mais mudanças importantes aconteceram no programa Tesouro Direto. A quantidade mínima de compra, que antes era de 10% do título, com valor mínimo de R$ 30, passou para 1% do valor do título, com mínimo de R$ 30. Na prática, agora é possível comprar quase todos os títulos com esse valor mínimo de investimento. O único que não permite compra a partir de R$ 30 é o Tesouro Selic (LFT), que tem valor unitário de R$ 6.683 – o mínimo para investir, portanto, é de R$ 66,83 (1% do valor).

Várias mudanças foram anunciadas pelo Tesouro na última terça-feira (10), como a alteração dos nomes e a liquidez diária, que passa a valer a partir de 30 de março. A redução do valor mínimo, no entanto, não tinha sido informada no site oficial do Tesouro Direto, mas foi comunicada em documento enviado à BM&FBovespa. Além disso, o Tesouro Direto anunciou um novo processo para utilização de títulos públicos em garantia de operações da BM&FBovespa. A partir de 30 de março, os títulos adquiridos por meio do programa poderão ser usados em garantia de operações em curso nas Câmaras de Compensação e Liquidação da BM&FBovespa, mas sem que ocorra a saída dos títulos para a conta do agente de custódia. Com a mudança, os títulos usados em garantia permanecerão na conta do investidor e poderão ser visualizados dentro da plataforma do Tesouro Direto e no Canal Eletrônico do Investidor.

Mudanças de nome e liquidez
Desde o dia 10 de março, as LTN (Letras do Tesouro Nacional) passaram a chamar Tesouro Prefixado 20XX (inclui-se depois do nome o ano de vencimento do título). Já a antiga NTN-F (Nota do Tesouro Nacional, série F) agora chama Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 2025. A LFT (Letra Financeira do Tesouro) mudou de nome para Tesouro Selic 2017. A NTN-B (Nota do Tesouro Nacional, série B) passou a chamar Tesouro IPCA + com juros semestrais 20XX e a NTN-B Principal se chama Tesouro IPCA + 20XX. Além disso, o Tesouro passará a ter liquidez diária a partir do final de março. A recompra dos títulos será feita todos os dias úteis, a partir das 18 horas, até as 5 horas da manhã. “A transação será processada no dia útil posterior à ordem de venda, (D+1), quando os recursos oriundos dessa operação serão repassados para a sua instituição financeira”, explicou o Tesouro.



leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: