Centenas de motivos para comemorar 2015

A Egali Intercâmbio projeta alcançar R$ 100 milhões de faturamento

Por Laura D'Angelo

laura.cauduro@amanha.com.br

Guilherme e Cristiano da Egali

A crise econômica brasileira que se avizinhava no início deste ano fez com que os sócios Cristiano Martins (na fota, à direita) e Guilherme Reischl (à esquerda) perdessem noites de sono. Afinal, eles já tinham tudo definido: em setembro, a Egali Intercâmbio, agência fundada por Martins e um amigo em 2007, chegaria a sua centésima loja. Com o dólar em trajetória de ascensão e as famílias procurando economizar, os executivos questionaram se deveriam seguir em frente com o projeto de expansão. A resposta veio do desempenho da própria empresa. Analisando os dados demonstrados pelas unidades locais nada indicava que eles deveriam seguir o caminho do conservadorismo. O bom desempenho delas encorajou-os a colocar em prática o plano inicial. Assim, nesta semana a Egali, com mais nove lojas abertas (oito no Brasil e uma na Austrália), chega a sua primeira centena de centros de atendimento e comercialização, distribuídos em sete países.

A crise que tanto tirou o sono de Martins e Reischl no início do ano, até o momento, não teve grande impacto nas vendas da Egali. “A gente nota que a demanda do intercâmbio ficou mais inelástica do que a do turismo”, analisa Reischl, diretor comercial. “Hoje competimos mais com MBA do que com a viagem de férias. Ou seja, competimos no terreno da educação e não no turismo”, esclarece. Apesar das vendas de intercâmbio de curto período (de duas a quatro semanas) terem diminuído, os pacotes de longa duração (de seis meses até dois anos) dispararam no primeiro semestre. “A gente nunca tinha visto isso na Egali”, diz Reischl, creditando o inesperado aumento de demanda à difícil situação brasileira atual. A fuga temporária de brasileiros em busca do aperfeiçoamento de um idioma ou de uma formação profissional diferenciada deve levar a Egali a alcançar outra  centena. A empresa projeta atingir R$ 100 milhões de faturamento em 2015, um acréscimo de 19% frente ao registrado no ano passado valor que inclui a Egali Intercâmbio como também o hostel, em Dublin, na Irlanda, e as Egali Houses, acomodações próprias oferecidas para os estudantes da agência.

No exterior

Os frutos que a Egali ganhará este ano foram, em parte, plantados em 2014. O ano foi de novidades para a empresa que iniciou a operação do seu primeiro hostel e entrou no mercado colombiano com três lojas para vendas de intercâmbios.  Os bons resultados do empreendimento em Dublin incentivaram o investimento em uma nova área de atuação para a Egali. Martins e Reischl estão atrás de oportunidades para abrir outros hostels em Londres e Sidney, duas das cidades mais procuradas pelos intercambistas da agência. Apesar de ser aberto ao público em geral, Reischl entende que o público da Egali pode ajudar nos primeiros meses de operação dos hostels.

Para o próximo ano, a Egali deve fincar bandeira em mais um país da América Latina: o México. Da mesma forma que a Colômbia, o país possui grande demanda por intercâmbio, mas não possui agências especializadas e estruturadas para assessorar os estudantes. “Temos ali um mercado com grande potencial para replicar o nosso modelo”, analisa Reischl que, com Martins, agora perde noites de sono para concretizar esses sonhos. 


leia também

A China fez o que o mercado queria - Corte de juros era algo esperado, mas ainda não é suficiente para ajudar na recuperação econômica, afirmam especialistas

A Disney do Leste - Praga precisará rever sua estratégia de captação de turistas e, oxalá, dará um passo rumo à sobriedade

A punição virá das gôndolas? - A tentativa de boicote às marcas do Grupo J&F

A sabedoria de Boni, o global - "Ainda estamos a centenas de anos-luz do nível médio europeu", vaticinou com alguma tristeza

Ação da Braskem segue quebrando recordes - Alta do dólar e queda dos preços do petróleo beneficiam empresa

Aeroportos de Curitiba e Foz do Iguaçu serão privatizados - Governo espera leiloar a concessão no segundo semestre de 2017

comentarios




Lucas Querino

Muito toooop !

Laura

PARABÉNS EGALE! Sucesso aos colaboradores da dupla Cristiano e Guilherme.

Comentar

Adicione um comentário: