União volta a bloquear as contas do RS

A medida não afetará pagamento das parcelas do funcionalismo

Da Redação

Secretaria Estadual da Fazenda do Rio Grande do Sul

O governo federal voltou a bloquear nesta terça-feira (1) as contas do Rio Grande do Sul. A sanção foi comunicada pela Secretaria do Tesouro Nacional. A medida, segundo a Secretaria Estadual da Fazenda (foto), não afetará o cronograma de pagamento das parcelas da folha do funcionalismo. As contas ficarão bloqueadas até que a União consiga sequestrar R$ 265,4 milhões, total devido em setembro. A expectativa é de que o recurso possa ser captado até o dia 10, depois que entrar a primeira leva de ICMS do mês no Tesouro estadual e as verbas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e do Fundo de Participação dos Estados (FPE).

A Fazenda afirma que o pagamento das remunerações dos servidores não será afetado. O governo gaúcho enviará, até quinta-feira (4), o projeto que amplia o uso dos depósitos judiciais à Assembleia que deve ser aprovada na próxima semana. Com isso, deverá ser possível contar com R$ 1 bilhão a mais em caixa, o que possibilitará honrar as parcelas dos funcionários públicos. 


Deprecated (16384): Accessing `here` as a property will be removed in 4.0.0. Use request->getAttribute("here") instead. - /home/amanha/www/src/Template/Posts/view.ctp, line: 173 You can disable deprecation warnings by setting `Error.errorLevel` to `E_ALL & ~E_USER_DEPRECATED` in your config/app.php. [CORE/src/Core/functions.php, line 311]/posts/view/1032" data-widget-id="AR_1" data-ob-template="RevistaAmanha">

leia também

A dádiva de servir à saúde - Conheça a Farmácias São João, um dos cases do livro “100 Marcas do Rio Grande”

A superação de crise das empresas requer uma equipe - Para Telmo Schoeler, o grupo deve elaborar plano de ações corretivas

A superfície e as profundezas da economia - Retomada poderá ser difícil dada a situação financeira empresarial

Ação no STF tenta evitar novos bloqueios do WhatsApp - Qualquer decisão futura deverá ser suspensa, defende Proteste

Ajuda a estados terá impacto de R$ 127,4 bilhões sobre Tesouro até 2022 - Os cálculos incluem a possibilidade do RS e de MG ingressarem no regime de recuperação fiscal, revela Mansueto Almeida

Anefac: juros sobem pelo 16º mês seguido - Bancos elevam taxas para compensar aumento da inadimplência

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: