BTG recomenda ação da Lojas Americanas

Os analistas esperam uma alta de 35% para os papéis de companhia

Por Infomoney

Unidade da Lojas Americanas

O BTG Pactual divulgou relatório em que afirma que serviços financeiros podem justificar uma elevação de preço-alvo dos papéis da Lojas Americanas (LAME4) e B2W (BTOW3). Os analistas recomendam compra para os papéis da primeira e atribuem recomendação neutra para a segunda.

A equipe de análise explica que, em novembro do ano passado, a Lojas Americanas anunciou uma parceria com a BradesCard para oferecer cartões de créditos em suas lojas. A parceria começou com um modelo comissionado, onde a BradesCard é responsável pela aprovação e concessão de crédito, enquanto a Lojas Americanas foca na distribuição. Atualmente, a iniciativa está em um período de teste em lojas selecionadas no Nordeste e Centro-Oeste, mas a expectativa é que se expanda para 300 lojas em 2016. Os ganhos dessa iniciativa devem vir com a taxa que a Lojas Americanas vai ganhar para cada cartão, além de economia de gastos, uma vez que, sobre as vendas com o cartão, serão cobradas taxas menores e, por fim, lucro com vendas de seguros, empréstimos e despesas de clientes em outras lojas.

Além disso, a empresa tem outras iniciativas que já impactam em resultados. Apesar do pior cenário econômico, a Lojas Americanas conseguiu apresentar melhora em sua margem EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações, na sigla em inglês). Esse resultado é reflexo de melhoras na cadeia de suprimentos da companhia. Os analistas estimam um preço-alvo de R$ 20,50 para os papéis da Lojas Americanas, o que totaliza um potencial de valorização de 34,9% em relação ao fechamento de terça-feira (25). 


comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: