Investir em imóvel para alugar é "perda fixa"

A rentabilidade costuma ser bem menor do que em outras aplicações

Por Infomoney

Renda fixa pode ser melhor do que investir em imóvel para alugar

O investimento em um imóvel para alugar ou lucrar com sua valorização é uma das aplicações preferidas dos brasileiros. Se a pessoa acredita que o imóvel se valorizará bastante ao longo do tempo, é melhor que siga com o investimento. Caso contrário, é difícil o aluguel ser uma boa opção, uma vez que a rentabilidade costuma ser bem mais fraca do que aquelas aplicações em renda fixa. Essa é a opinião de Bruno Setti, sócio da Criteria Investimentos.

 

“Hoje, a renda de uma locação de um imóvel deixa liquido após custos e impostos por volta de 0,3% ao mês. Isso é menos que a poupança (0,5% + TR). Quando temos investimentos com baixo rendimento, chamamos de juro real negativo”, explica o especialista. Juro real é o que se lucra com os investimentos acima da inflação. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) dos últimos doze meses ficou em 9,5%, acima dos rendimentos anuais do aluguel e da poupança, recorda Bruno. “Se nosso rendimento rende menos que a inflação, significa que estamos tendo uma perda fixa do nosso poder de compra e não uma geração de renda fixa”, ensina.

Setti ainda destaca que, comparando com um bom título de renda fixa, que pode trazer uma rentabilidade de 1% a 1,4%, a diferença no rendimento chega a 400%. Entre os investimentos, ele destaca os Certificados de Depósito Bancário (CDB) como opção. “A renda em títulos privados e até mesmo públicos é consideravelmente maior que a renda obtida pelo aluguel”, relata.

O especialista pontua ainda que o investimento em imóveis é uma boa opção quando a renda fixa deixa menos lucro ao investidor, o que acontece quando a taxa básica de juros é menor. “Investir em imóveis também é vantagem quando encontramos um muito bem alugado com rendimento líquido acima de 1% ao mês ou uma oportunidade única onde o proprietário teve que se desfazer do bem com pressa, o que o fez vender a um valor muito abaixo do mercado. Fora esses casos, não faz sentido investir em um imóvel para rendimento e valorização frente aos investimentos em renda fixa privada”, aponta.

Mesmo em relação à valorização, Eric Trevisani, planejador financeiro da Keter Investimentos, considera que muitos investidores não sabem avaliar bem o potencial de valorização de um imóvel. Além disso, o especialista também destaca que alocar excessivamente em um setor, como o de imóveis, pode ocasionar problemas. “Em uma crise imobiliária, o investidor vai perder muito”, alerta Trevisani recordando que muitas pessoas ainda não levam em conta os gastos com manutenção do bem e ainda os impostos que envolvem transações imobiliárias.

leia também

A Cetip é a ação de dividendos mais indicada para compra - Cinco corretoras recomendam o papel da empresa do setor financeiro

Ações da Marcopolo podem valorizar mais de 50% - Fabricante de ônibus faz parte da carteira da Planner

Ações da Petrobras fecham abaixo de R$ 5 pela primeira vez em 13 anos - O Ibovespa encerrou o dia no menor nível desde março de 2009, no auge da crise do crédito imobiliário nos EUA

Agora é hora de comprar ações de mineradoras - Morgan Stanley também aposta em papéis de mercados emergentes

América Latina ainda é destino de investimentos em 2015 - É o que pensa Venancio Castañon, executivo que estuda a região

Analista recomenda compra de ações da Localiza - Para Pedro Galdi, empresa pode ter um melhor desempenho no futuro

comentarios




Odir

Eu adquiri alguns imóveis no Rio de Janeiro antes do boom dos preços e alugo por temporada. Ganhei uma valorização que não conseguiria em investimento nenhum e o aluguel por temporada costuma dar muito próximo de 1% (0,8% ou 0,9%). Portanto, concordo parcialmente com o artigo. Tudo depende do cenário econômico. Não se pode esquecer também a valorização do imóvel que não vi aqui nessa conta!

Ricardo

Respeito sua posição, mas discordo plenamente. Muitas aplicações financeiras também cobram taxas com o o ITBI de imóvel, taxas de carregamentos, rendimentos negativos etc. Deste modo, aplico 100% em imóveis. Zero minha poupança e pago no ato, pois pequenas kitnets alugam facilmente. Comprei uma em Campinas em 2009 por R$ 36 mil hoje ela vale R$ 120 mil. Ela está locada desde 2009 e já se pagou com o aluguel que cobro em torno de R$ 600.

Comentar

Adicione um comentário: